Magrão nega ter tido problema de relacionamento com jogador do Inter: “Não procede”

Ex-volante e atual dirigente colorado concedeu coletiva nesta semana

Um dos temas da recente coletiva de imprensa do ex-volante e hoje dirigente do Inter, Magrão, foi a situação do lateral-direito Fabricio Bustos. Ele, que foi alvo de sondagem recente do Villarreal, da Espanha, tem contrato até fevereiro do ano que vem e o colorado pretende ampliar tal prazo. Paralelamente, Magrão negou ter tido qualquer tipo de problema com o argentino:

“Não procede a informação. As cobranças são feitas lá dentro do vestiário. Tem um código de ética do vestiário que é não expor. Existem cobranças, como eu sou cobrado. Não teve nada com o Bustos, nada”, disse Magrão, antes de acrescentar:

Veja também:
1 De 6.102

“É um jogador que tem muita qualidade. Eu me identifico com a forma como ele se entrega dentro de campo. Veio uma sondagem, estamos conversando internamente. A vontade do clube é uma renovação, tem uma renovação automática. A dele também é. Estamos conversando com o agente do Bustos e esperamos chegar a um acordo”.

Outras falas de Magrão na coletiva desta semana:

INTER ESCOLHERÁ COMPETIÇÃO?

Nós estamos vivos. Penso que a gente se programou bem quando saiu. Nós só tivemos um insucesso contra o Belgrano, que foi uma derrota que nos custou. Mas acho que é cedo para escolher competição. A bandeira das 38 finais se perdeu um pouco pela enchente, o nosso coirmão também, é sempre difícil vir jogar aqui. A gente vai brigar. Tem os jogadores de seleção voltando

APROVEITAMENTO DOS JOVENS DA BASE DO INTER

O cuidado que temos com os garotos é diário, essas conversas são diárias. Então existe da nossa parte um receio. Tinha alguns jogos que estava para o Gabriel Carvalho entrar em campo, mas o jogo mudou, tomou um outro rumo e resolvemos não expor o guri. Existe essa preocupação. Na hora certa o Gabriel, o Gustavo Prado e outros estarão em campo, mas quem define essa hora certa não sou eu. Isso quem define é o treinador e eu confio muito nele

LEIA MAIS:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas