Líder e capitão, Geromel explica “convocação” para massagista também erguer taça: “Pelo que ele significa”

Experiente zagueiro gremista chamou o massagista Zezinho para erguer junto a taça da Recopa Gaúcha

Mesmo sem jogar, preservado no banco de reservas, o zagueiro Pedro Geromel protagonizou um dos grandes momentos do título do Grêmio na Recopa Gaúcha, na Arena, durante a celebração ainda no gramado. Em gesto de humildade e reconhecimento, o capitão “convocou” o massagista José Flores, o Zezinho, de 48 anos de serviços ao clube, para erguer junto a taça.

Depois da festa, em entrevista à RBSTV, o defensor explicou a sua atitude e citou, em tom de lamentação, que Zezinho precisou ficar um ano inteiro sem trabalhar presencialmente no Grêmio por ser grupo de risco da Covid-19.

“O Zezinho ficou mais de um ano sem comparecer ao trabalho pelo fato de ser grupo de risco da Covid-19. Eu quis que ele tivesse essa representatividade pelo que ele significa, pelo tanto tempo que ele tem de casa. E também pelos casos de Covid no Grêmio, no mundo, com tantas pessoas em situações complicadas. Representar a gratidão por tudo que ele fez pela gente. Espero que tudo volte à normalidade o quanto antes”, falou Geromel.

Ao site Globoesporte.com, Zezinho, que tem 70 anos de vida, tirou onda com o alto número de títulos que já participou ao lado do Grêmio:

“Tenho 48 anos de Grêmio, por isso que eles fizeram eu levantar a taça. No meu armário não cabe mais taça, já foram umas quantas, perdi as contas (risos). O Geromel falou que eu era o funcionário mais velho e tinha que levantar a taça. Fiquei muito feliz, quero agradecer o plantel, que é muito bom, e estou muito admirado com eles”, reconheceu.

CALENDÁRIO DO GRÊMIO

Próximo jogo: quinta, 15h30, contra o Brasiliense, fora, pela volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Próximo jogo do Brasileirão: domingo, 16h, em casa, contra o Athletico.

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.