Inter começa a liberar espaço no elenco e encaminha saídas de Estêvão e João Peglow

Direção do Inter começa a promover liberações no elenco

Publicidade

Já de olho no planejamento da temporada de 2024, o Inter começa a fazer mais ajustes no seu elenco para abrir mais espaço e dar rodagem a jovens jogadores. Uma das saídas programadas é a do meia Estêvão, de 21 anos, que não chegou a ser utilizado pelo técnico Eduardo Coudet. A tendência, segundo o site Globoesporte.com, é de empréstimo até o fim de 2024 ao Vila Nova, de Goiás, que vai disputar novamente a Série B no ano que vem.

Estêvão (foto) é formado nas categorias de base do Inter, tendo chegado em 2017 para o time sub-15. No primeiro ano de profissional, em 2022, teve mais oportunidades com o técnico Mano Menezes, mas, em 2023, as chances foram raras – 11 no total. Ele ainda ficou marcado por ter perdido o pênalti contra o Caxias na eliminação em casa na semi do Gauchão.

João Peglow não volta ao Inter

Outra saída já encaminhada é a do meia-atacante João Peglow. Antiga promessa da base colorada, ele não deverá ser reaproveitado em 2024, sendo que está voltando de um novo empréstimo que teve em 2023 ao Sport Recife. Agora, a maior probabilidade é de que vá para o futebol russo – o nome do clube é mantido em sigilo. Peglow, hoje com 21 anos, vem de uma série de empréstimos nos últimos tempos para Porto B, Atlético-GO e Dnipro, além do já citado Sport.

Peglow tem contrato com o Inter até a metade de 2025 e foi lançado no profissional em 2020 exatamente pelo técnico Eduardo Coudet, que deverá assinar em breve a sua renovação de contrato com o clube.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas