Guerra explica por que direção do Grêmio está “parada” na negociação pelo atacante Michael

Presidente do Grêmio atualizou a situação envolvendo o atacante brasileiro Michael

Publicidade

Na mesma entrevista em que explicou detalhadamente o que há entre Grêmio e Luan, o presidente gremista Alberto Guerra atualizou a situação envolvendo o atacante Michael, do Al-Hilal, da Arábia Saudita. Ele confirmou, mais uma vez, que o clube não tem recurso suficiente para fazer a compra – o valor pedido pelos árabes seria na casa de 8 milhões de euros.

O mandatário ainda explicou porque, em um caso como esse, também não é viável pedir o auxílio de um investidor como o empresário Celso Rigo:

“A gente estava aguardando mais o lado de lá do que o lado de cá. Pois efetivamente comprar o Grêmio não tem condições. Não basta pegar o recurso emprestado com alguém, porque o Grêmio vai ficar devendo esse dinheiro. Não é tão simples assim. Não adianta ficar aumentando o endividamento do clube”, comentou Guerra, antes de ampliar:

“Estávamos esperando algumas definições em relação ao presidente do clube deles, em relação às outras contratações que fariam por lá. Precisamos esperar para ver o que vão fazer com o atleta para aí sim entrarmos em campo com algum tipo de proposta. Desde o início, avisamos que era um negócio muito difícil. Gostaríamos muito”.

Grêmio, ao menos, começa a achar solução “caseira”

Já há vários meses, o técnico Renato Portaluppi pede um jogador de velocidade no mercado e enquanto a direção não encontra, tendo ainda mais três semanas para isso, a solução passa a ser Ferreira. Recuperado de lesão, o atacante entrou no segundo tempo dos últimos jogos contra o Bahia e recompensou o time com assistências importantes.

Com pausa no calendário pelo adiamento da partida contra o Corinthians, o Grêmio volta a jogar no sábado que vem, 21h, diante do Atlético-MG, na Arena, pelo Brasileirão.

Leia mais:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas