Grêmio não se agrada com modelo da proposta feita pelo São Paulo para contratar Ferreira

Direção do Grêmio não se agradou com a ideia de uma troca de jogadores

Publicidade

Internamente, o Grêmio começa a preparar o caminho para a saída do atacante Ferreira, que recebe um dos mais altos salários do elenco e segue sendo apenas reserva do técnico Renato Portaluppi. O São Paulo, no mercado nacional, surge como um dos times interessados, mas a negociação não está do agrado da direção gremista.

Em um primeiro momento, o São Paulo gostaria de fazer uma troca de jogadores e apresentou alguns nomes para o Grêmio, como Luan, Méndez, Nikão e Gabi Neves. A direção gremista não pretende avançar neste modelo de negociação e quer uma compensação financeira para liberar o atleta.

Veja também:
1 De 5.992

Ferreira tem contrato válido até o final da temporada de 2024, o que, pelas regras, permite que outro clube assine com ele um pré-vínculo a partir do meio do ano. Não passa pelos planos do Grêmio uma nova renovação contratual neste momento e a saída é entendida como benéfica para todas as partes.

Apenas 35% dos direitos de Ferreira pertencem ao Grêmio, enquanto o restante é dividido entre Pablo Bueno, empresário do atleta, e o Dourados-MS, clube formador. Este fator também causa dificuldade ao tricolor em promover uma venda com valores lucrativos. Em 2021, o atacante esteve próximo de ser negociado ao Atlanta United, dos Estados Unidos, mas acabou permanecendo no clube.

Leia mais do Grêmio:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas