Grêmio faz reunião no “dia seguinte” e define os próximos passos do caso envolvendo Renato

Demissão do treinador está totalmente descartada pela direção do clube

Como faz a cada segunda-feira, o Grêmio reuniu o seu Conselho de Administração para tratar de temas importantes do clube logo no dia seguinte à derrota do Gre-Nal, por 3×2, no Beira-Rio. O tema envolvendo o técnico Renato Portaluppi, que deixou o estádio às pressas sem dar coletiva, não foi priorizado neste encontro dos dirigentes e será tratado diretamente entre o presidente Alberto Guerra e o treinador a partir de quinta, data da reapresentação do elenco.

Uma eventual punição para Renato só será definida a partir de quinta-feira, quando deverá ocorrer uma nova conversa entre Guerra e o treinador. O clube também planeja fazer uma coletiva com o técnico para que ele possa tratar dos recentes episódios. Uma eventual demissão está totalmente descartada pelo clube.

Veja também:
1 De 6.096

“O presidente e o Conselho não estão de acordo. Eu soube há alguns dias. Sinceramente, em véspera de clássico a gente evita atritos. A gente esperou o resultado e, mesmo sendo negativo, ninguém esperava que ele tomasse essa decisão”, apontou Guerra após o clássico.

O compromisso de Renato era na manhã de segunda-feira no Rio de Janeiro, de “ordem familiar” e “inadiável”, segundo relatou o técnico em contato com o jornalista Eduardo Gabardo, da Rádio Gaúcha. O treinador também garante que todos os membros da direção sabiam que ele não daria coletiva após o Gre-Nal, independentemente do resultado.

Leia mais do Grêmio:

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas