fbpx

Futuro definido, cornetas ao Inter, ajuda ao Grêmio até dezembro, desculpas ao árbitro… o que disse Maicon em sua despedida

Confira o que falou o volante Maicon na sua emocionada coletiva de despedida ao Grêmio

Em uma coletiva marcada pela emoção na despedida ao Grêmio, o volante Maicon abriu algo que já tem definido para 2022: vai seguir jogando profissionalmente, afastando os rumores de uma aposentadoria antecipada. Ainda sem clube, ele usará o período livre até dezembro para treinar a parte física de forma particular no Rio de Janeiro, onde tem residência fixa.

Entre vários temas abordados nesta quarta-feira, o antigo camisa 8 gremista mostrou não ter arrependimento das provocações feitas ao Inter após vitórias em Gre-Nais, prometeu permanecer nos grupos de WhatsApp do elenco do Grêmio para ajudar até dezembro e ainda pediu desculpas ao árbitro Ricardo Marques Ribeiro, responsável por expulsá-lo na derrota de 1×0 para o Corinthians na Arena.

Futuro definido:

“Eu vou ficar alguns dias aqui ainda, e antes de voltar para o RJ, uns dois dias antes eu vou voltar ao CT para me despedir dos meus companheiros e funcionários. Depois vou contratar um personal para cuidar da parte física. Agora vou me cuidar para que ano que vem eu possa voltar a fazer o que eu mais amo, que é jogar bola e quem sabe volte aqui. Mesmo contra, encontrar o carinho de todos aqui”

Provocações ao Inter:

“As minhas desculpas são para dentro do clube. Se alguma vez eu passei do ponto. Peço para as pessoas que conviviam comigo. Sobre provocações em clássicos, isso faz parte do futebol. Saio do Grêmio, mas tem outros jogadores aqui que vão fazer. E do lado deles, quando ganharem, também vão fazer. Respeito todos os profissionais de todas as equipes, mas a que eu defendo eu vou lutar sempre. Aqui é minha casa”

Ajudar o elenco do Grêmio até o fim do ano:

“Me desligar do Grêmio, nunca mais vai acontecer. Não tem como. Vou voltar para o Rio de Janeiro, na minha casa. Mas vou pedir para, até o fim do ano, ficar no grupo do WhatsApp. Quem sabe ajudar com um comentário, um áudio. Vou ver todos os jogos e seguir torcendo. Eu joguei apenas quatro jogos do Brasileiro. Isso me incomodava muito. Eu vou seguir mandando mensagens para os caras. Me desligar do Grêmio nunca mais, não tem como, impossível”

Pedido de desculpas ao árbitro Ricardo Marques Ribeiro:

“Eu queria pedir desculpa ao Ricardo (Marques Ribeiro). Me excedi demais. Pedir desculpa ao Fábio Santos, ao Cássio e a outros jogadores do Corinthians que me seguraram. Eu passei do ponto naquele momento.

Momento que gostaria de reviver:

“Um momento que eu queria viver de novo era o título da Libertadores. Até não estive em campo, mas a chegada em Porto Alegre, o jeito que foi, aquilo eu vi que a nossa torcida era muito diferente. Em 2015, eu cheguei em um sábado, em um Grêmio x Caxias, estávamos em 8° no Gauchão eu acho e tinha 25 mil pessoas na Arena. Eu vi que aqui era o lugar certo para eu jogar. Sabia que logo ali teria um estádio com 60 mil nos apoiando”

Relacionamento e ambiente interno no Grêmio:

“Queria que as pessoas que falam isso (problema de ambiente) passassem duas semanas conosco para ver o ambiente. Falaram que os experientes não aceitam os jovens. Não tem problema nenhum. O problema é que não estamos conseguindo fazer as coisas dentro de campo”

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas