Federação Gaúcha de Futebol esbraveja contra a Arena em nota oficial: “Estádio é para jogar”

FGF soltou nota oficial contra a postura da Arena em relação à final do futebol feminino

Publicidade

Antes do Inter se sagrar campeão neste domingo fora de casa sobre o Grêmio no Gauchão Feminino, em empate em 1×1 que teve belo gesto da zagueira colorada Bruna Benites, a Federação Gaúcha de Futebol soltou nota oficial esbravejando e criticando a postura da empresa que administra a Arena por conta da situação do gramado.

Dias antes, a própria Arena soltou nota oficial se dizendo surpresa pela marcação deste Gre-Nal feminino para este domingo – releia aqui. Irritada, a FGF citou até um suposto descaso com o futebol feminino, lembrou dos dois shows realizados no gramado recentemente e lembrou que o objetivo de um estádio é receber partidas.

A íntegra da nota da FGF contra a Arena:

A Federação Gaúcha de Futebol – FGF, diante do comunicado divulgado pela Arena POA à imprensa gaúcha sobre as condições de uso do seu gramado para a finalidade a que se destina, A PRÁTICA DO FUTEBOL, vem manifestar seu repúdio tanto com o teor do comunicado quanto com o tratamento dispensado pela gestora da Arena do Grêmio desde a definição das finais do Gauchão Feminino Ipiranga 2023.

A marcação das finais para os estádios principais dos clubes participantes da competição era de conhecimento de todos desde o início, representa a importância e relevância da modalidade para a FGF e teve suas datas marcadas tão logo foram definidas as finalistas, em cumprimento ao regulamento e em conjunto com a detentora dos direitos de transmissão.

Infelizmente para o futebol gaúcho, o gramado da Arena apresenta problemas desde a sua inauguração. O uso para a prática do futebol não deveria ser motivo para danificá-lo. Impor à FGF uma responsabilidade pelas condições do campo é algo que merece nosso repúdio. 

Logicamente, o que estraga o gramado são shows cuja estrutura é montada sobre a grama. Recentemente, a Arena recebeu dois,  em meio a disputa do Campeonato Brasileiro, e que acabaram com boa parte do gramado sem ter se preocupado com as partidas do Grêmio, uma delas contra o Corinthians, decisiva para o clube.

Logo, o tal manejo do gramado com a colocação de grama nova é decorrente de uma ação praticada pela própria Arena POA ao realizar os referidos shows. É sabido que eventos dessa magnitude são agendados com muita antecedência, antes mesmo de se terem definidas a tabela do Campeonato Brasileiro masculino e datas FIFA. Como querer impor à FGF e ao futebol feminino a responsabilidade pelas condições do gramado? Como seria o posicionamento da Arena POA se neste domingo fosse designado jogo do futebol masculino do Grêmio para Porto Alegre ao invés de Belo Horizonte?

Estádios de futebol devem ser utilizados para a sua finalidade: JOGAR FUTEBOL. E caso a gestora dos mesmos opte por utilizá-lo para outro fim, que assuma integralmente a sua responsabilidade.

Por fim, FGF, patrocinadores e os clubes estão engajados em promover o futebol feminino e a Arena POA, na contramão durante toda preparação deste importante jogo – FINAL DO GAUCHÃO FEMININO IPIRANGA 2023, dificultou todas as ações para que, principalmente as atletas e os torcedores, recebam um evento a altura do merecimento daqueles que incentivam e apoiam a modalidade.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)