Empresário fala em nome de Guerrero, teme futuro e pede rescisão contratual com o Inter, informa jornalista

Centroavante de 37 anos pode não cumprir o atual contrato com o Inter até o mês de dezembro

Publicidade

Em contato com o jornalista Vagner Martins, do Grupo Bandeirantes, o empresário Vinícius Prates confirmou que pediu à direção do Inter a rescisão contratual de Paolo Guerrero. O centroavante de 37 anos de idade chegou ao clube em agosto de 2018 e tem vínculo apenas até dezembro.

Prates disse a Martins que fala “em nome” de Guerrero e que há um desconforto pelo fato de a direção colorada não ter feito um chamado para conversar sobre renovação. Na leitura do agente, o Inter não pensa em permanecer com o atleta após 2021.

Guerrero, neste momento, está afastado do time fazendo trabalho de recuperação das dores que voltaram a acometer o joelho operado em agosto passado. O local apresentou inchaço, e ele não joga desde a vitória sobre o Aimoré, no Gauchão.

A direção do Inter, no entanto, não se manifestou até agora sobre esta nova informação. Antes da vitória contra o Táchira, na terça-feira, o presidente Alessandro Barcellos disse as seguintes palavras sobre Guerrero à Rádio Gaúcha:

“Eu não sou médico, mas vou procurar tratar de forma transparente. Guerrero vem se recuperando de uma cirurgia complicada. Inclusive antecipou a volta depois de uma evolução positiva que teve. Agora teve um desconforto. Os médicos estão tratando disso para que ele possa retornar à forma de jogar e à forma física. O DM considera algo normal dentro de uma cirurgia importante que foi feita. Logo, logo ele estará conosco nesta caminhada”, acrescentou.

Nas duas últimas temporadas, Guerrero foi alvo de sondagens de outros clubes, principalmente do Boca Juniors. Ainda vale lembrar que, recentemente, o Inter liberou outro centroavante, Abel Hernández, para o Fluminense.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)