fbpx

Dirigente do Grêmio encerra caso Ferreira, diz que árbitro de sábado já deveria ter se aposentado e pede tempo a Felipão

Carlos Biedermann, presidente do Conselho Deliberativo gremista, fez declarações à Rádio Gre-Nal

Em entrevista concedida à Rádio Gre-Nal na manhã desta segunda-feira, o presidente do Conselho Deliberativo do Grêmio, Carlos Biedermann, encerrou de vez o caso do atacante Ferreira, que foi xingado por conselheiros e torcedores gremistas convidados para estarem na Arena no jogo da Copa do Brasil contra o Flamengo.

A situação gerou desconforto interno logo depois da derrota de 4×0 e o Grêmio já identificou os autores dos palavrões ao atacante. Eles não serão mais convidados para estarem no estádio:

“Eu fiquei tão irritado com o que estava acontecendo no campo que acabei saindo e não vi essas agressões ao Ferreira. A informação que eu tenho é que já há a identificação de quem o fez”, confirmou.

Biedermann, em relação às críticas do Grêmio ao árbitro Ricardo Marques Ribeiro, responsável por apitar a derrota de 1×0 de sábado para o Corinthians, apenas disse que entende que o juiz já deveria ter se aposentado:

“Ele é um péssimo árbitro de futebol, já deveria ter se aposentado”.

Mesmo preocupado com o “risco real” de rebaixamento, estando o Grêmio em 18° com 16 pontos, o dirigente ainda pede “tempo” para Felipão fazer o seu trabalho:

“Todos nós estamos extremamente preocupados, o risco é real de cair para a segunda divisão. Acho que não é horas de mudanças, acho que é hora de consolidação. Felipão conhece, sabe das coisas, tem uma tremenda experiência. Ele precisa de tempo”, encerrou.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas