Diniz minimiza ter que decidir no Beira-Rio, mas rasga elogios ao Inter: “Time extremamente duro”

Fluminense, de Fernando Diniz, vai fazer a semifinal da Libertadores diante do Inter

Publicidade

Após ganhar novamente do Olimpia nas quartas da Libertadores, dessa vez por 3×1 no Paraguai, o Fluminense, do técnico Fernando Diniz, se classificou para pegar o Inter na semifinal da competição. A ida será no Maracanã na semana do dia 27 de setembro, enquanto a decisão da vaga acontecerá no Beira-Rio na semana do dia 4 de outubro – as datas ainda serão oficializadas pela Conmebol.

Em coletiva depois da vitória no Paraguai, Diniz minimizou a ordem dos mandos do confronto, mas fez muitos elogios ao Inter e ao técnico Eduardo Coudet:

Veja também:
1 De 5.995

“Acho que é um jogo diferente. A gente não sabe como vai ser o jogo no Maracanã. A minha dinâmica, desde que comecei a carreira, é procurar fazer o melhor, pensar em vencer todos os jogos, dentro e fora de casa. Às vezes, a gente não consegue ganhar fora. Neste ano, temos uma desproporção dos jogos que temos vencido dentro de casa. Mas temos que fazer no Maracanã, no primeiro jogo, fazer o nosso melhor. No Sul, depois, é tentar fazer o nosso melhor novamente. Não dá para ficar pensando nessa questão de criar vantagem, porque não se sabe como será o jogo. É um time extremamente duro, ótimos jogadores, um excelente treinador. Quando chegar esse jogo, temos que preparar o melhor possível e fazer um bom jogo lá no Maracanã”, comentou.

Goleador do Fluminense na temporada, o centroavante Germán Cano, que marcou dois gols nesta quinta, também pregou muito respeito ao Inter:

“Um jogo também muito difícil. Vamos trabalhar para fazer o nosso melhor e continuar. Sabemos que será muito difícil. Os quatro times são muito equiparados, muito difícil de enfrentar e ganhar. Mas vamos trabalhar muito para isso”, afirmou.

Diniz levou a melhor na última vez contra o Inter

Recentemente, pelo Brasileirão, o Fluminense de Fernando Diniz levou a melhor sobre o Inter na vitória de 2×0, no Maracanã, no jogo que marcou a estreia do centroavante equatoriano Enner Valencia pelo colorado. Na época, o treinador do time gaúcho ainda era Mano Menezes.

Leia mais do Inter:

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas