Coudet explica como pretende utilizar Alan Patrick mesmo tendo Enner Valencia, Alario e Borré

Técnico deu a entender que não vai abrir mão do seu capitão e camisa 10

Publicidade

Desfalque do Inter nos dois primeiros jogos do Gauchão por suspensão, Alan Patrick não corre o risco de perder a sua vaga no time titular em 2024. Ao menos foi esta a indicação dada pelo técnico Eduardo Coudet durante coletiva de imprensa, neste domingo, no Beira-Rio, logo depois da vitória de 1×0 sobre o Avenida, com gol de Wanderson, pela rodada inicial do estadual.

Coudet, que utilizou Alan Patrick mais avançado em 2023, deu a entender que recuará o camisa 10 para a função de meia central na linha de 3 no centro de campo – esta função foi desempenhada por Bruno Henrique contra o Avenida, enquanto Aránguiz iniciou como primeiro homem do meio.

“Quase todos meus times jogam com um volante e três meias mais dois pontas. Todos podem jogar juntos se correrem. Gosto dos times que correm, que brigam. A solução é correr. Falamos de um jogador decisivo, nosso capitão, já adaptado a diferentes posições”, afirmou Coudet.

Com Alan Patrick sendo recuado, Coudet poderá montar o ataque da forma que mais gosta, com dois centroavantes preenchendo a área. Além de Enner Valencia, ele tem Lucas Alario – que fez a estreia contra o Avenida – e vai ter o colombiano Rafael Borré no máximo até julho.

Confira algumas entrevistas após Inter 1×0 Avenida:

Quando Alan Patrick joga?

Suspenso pela briga contra o Caxias na semifinal de 2023 no Beira-Rio, Alan Patrick – assim como o zagueiro Gabriel Mercado – cumprirá mais um jogo de gancho e não enfrenta o São Luiz, quarta, 19h, fora. Ele e Mercado, que tiveram suas penas reduzidas de 6 para 2 duelos, poderão atuar no sábado, dia 27, às 16h30, em casa, contra o Ypiranga.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)