fbpx

Após vitória, Bolzan faz cálculos visando Libertadores, não vê Flamengo “invencível” e fala do reencontro com Renato

Presidente gremista se mostrou otimista sobre as chances do clube na sequência do Brasileirão

A segunda vitória consecutiva do Grêmio no Brasileirão, dessa vez sobre o Bahia por 2×0 dentro da Arena, trouxe otimismo ao presidente Romildo Bolzan Jr. O clube ainda aguarda o desfecho da rodada e está momentaneamente em 17°, mas o mandatário já se permite fazer cálculos e olhar para frente esperançoso de um futuro bem melhor.

LEIA MAIS – Diego Souza volta fazendo gol, diz que Grêmio foi “fantástico” e comemora “no pagode”; assista

Na coletiva de imprensa depois do resultado positivo diante dos baianos, Bolzan lembrou que oito pontos separam o Grêmio do primeiro time classificado à Libertadores, que é o Atlético-GO, com 24. E que, em um turno inteiro a ser disputado, muita coisa pode acontecer:

“Dos clubes que estão na Libertadores, o último está a oito pontos de nós. Tendo que disputar mais 19 partidas, tudo pode acontecer. No Campeonato Brasileiro, muitas vezes, tem times que passar por enormes problemas no primeiro turno e se recuperam no segundo. O Grêmio está em um processo de recuperação”, disse o mandatário, antes de projetar o fortalecimento do time a partir de acréscimos de jogadores:

“Temos o Campaz para estrear, o Ferreira que está incorporado e vai jogar, ainda temos a afirmação do Villasanti, Thiago Santos, e a volta dos jogadores que estão no departamento médico. Acho que o Grêmio está muito encorpado. Hoje (sábado) foi um exemplo. Sai o Borja, que fez um gol, e entra o Diego Souza, que faz um golaço. Então, se mostra um time que tem alternativas, que faz alterações e melhora. Para mim, o que nós temos é suficiente para fazer uma boa campanha no Brasileiro, mas o que nos interessa agora é fazer uma campanha de recuperação, para depois vermos onde podemos chegar”.

Duelo contra o Flamengo não é impossível de ser vencido, diz Bolzan

A partir de agora, o Grêmio dá uma pausa no Brasileirão e pensa no encontro diante do Flamengo, quarta-feira, 21h30, na Arena, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil. Em meio a elogios, Bolzan negou que o rival seja “invencível” e falou do reencontro com Renato Portaluppi.

“O Flamengo é elogiado, festejado, um time consolidado, mas não é invencível. Nós vamos para o enfrentamento, vamos para a disputa. Reconhecendo todo o momento do Flamengo, mas nós estamos em um de recuperação e capazes de fazer uma grande partida. Vamos tentar a vitória”, frisou, antes de falar de Renato:

“O Renato sempre vai ser lembrado como um ídolo em campo e fora dele, mas estamos em lados opostos. A gente tem civilidade, reconhecer, agradecer… mas neste momento, estamos em lados opostos, cada um vai buscar o seu resultado e isso faz parte do futebol”, ampliou.

Confira as coletivas de Felipão e Romildo Bolzan neste sábado:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas