Após a saída de quarteto, Grêmio seguirá fazendo a limpa; veja quem ainda deve sair

Publicidade

O Grêmio sequer esperou o final do Brasileirão para dar início à limpa no elenco. Só nesta sexta-feira, um dia depois da vitória de 2×0 sobre o Cruzeiro, na Arena, quatro atletas foram informados que não ficam para 2020: casos dos laterais Léo Moura e Galhardo, o volante Rômulo e o centroavante Felipe Vizeu.

Mas a fila não para por aí. No mínimo quatro outros jogadores ainda podem deixar o clube antes do final do ano.

Julio César: sem muito espaço com a titularidade de Paulo Victor e o crescimento dos jovens Brenno e Megiolaro, o experiente goleiro poderá ser negociado ou usado como moeda de troca.

Juninho Capixaba: depois de iniciar muito bem a temporada de 2019, o lateral teve uma queda de produção e pouco apareceu no segundo semestre, podendo ser envolvido em alguma negociação. Neste sábado, circulou a informação do interesse do Grêmio em Caio Henrique, do Fluminense.

André: bastante criticado pela torcida e pela imprensa durante todo 2019, André também tem situação indefinida. Mas o que pesa a favor da sua continuidade é a saída de Vizeu, de modo que o elenco ficou desfalcado de centroavante.

Diego Tardelli: contratado sob muita expectativa no início da temporada, Tardelli não conseguiu engrenar e já deu a entender que pode estar de saída do clube. Recentemente, os próprios colegas de clube fizeram apelo pelo seu “fico”.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)