WhatsApp: +5551985261953

Antes da reestreia como titular, Alan Patrick aguarda dupla com Taison e revela papo com D’Alessandro: “Fiquei sem jeito”

Novo camisa 10 colorado tem a tendência de ser titular na partida contra o Corinthians

Aniversariante desta sexta-feira fazendo 31 anos, o meia Alan Patrick ganhará um presente especial do técnico Mano Menezes ao, muito provavelmente, ser escalado pela primeira vez como titular neste retorno ao Inter. No sábado, a partir das 19h, o jogador deverá iniciar o duelo contra o líder Corinthians pelo Brasileirão e falou sobre o jogo em entrevista dada ao Globoesporte.com.

Nesta conversa, Alan Patrick ainda revelou ter ficado “sem jeito” quando D’Alessandro e Taison se uniram para deixar a camisa 10 com ele. Com Taison, aliás, Alan afirma ter todas as condições de formar uma parceira conjunta no time titular assim que o amigo se recuperar de nova lesão. Veja as principais falas do meia nesta entrevista:

Paixão pelo futebol

“É o que me move. Eu amo jogar. Ainda mais aqui, com a recepção que tive. É um clube que conheço, com muita gente que já conhecia. Foi mais tranquila a chegada. Sem dúvida alguma, um clube que me acolheu. Vamos juntos continuar a nossa história”

Mudanças desde a primeira passagem pelo Inter

“São momentos diferentes na carreira e pessoal. Você fica mais velho, experiente. Futebolisticamente evoluí com o passar dos anos. Acredito que cresci nestes anos no Shakhtar. Espero me readaptar o mais rápido possível, buscar o entrosamento. Estou conhecendo os novos companheiros. Isso conta muito para ajudar a equipe, e ela me ajudar para crescermos. Eu era muito jovem. O elenco é diferente, mas estou felizão para dar sequência e continuar a escrever a história aqui no Beira-Rio”

Alan Patrick e Taison podendo jogar juntos

“Pode, pode. Terão momentos de estarmos juntos, outros que estará um. No Brasil, temos uma quantidade de jogos, mas algumas vezes estaremos. Acho que cabe. É um grande jogador. Quando tem companheiro de qualidade é bom. Facilita”

Conversa e convivência com D’Alessandro

“Tivemos um bate-rápido. O D’Ale e o Taison comentaram que guardariam a 10 para mim. Eu disse que era uma honra. Fiquei sem jeito. O D’Ale é um ídolo para muitos e para mim também. Tive o prazer de conviver com ele na primeira passagem. Agora foram poucos dias, mas é uma referência. Aprendi. Ele deixa um legado no clube e admirei o profissionalismo e o quanto gosta de vencer. Vale de aprendizado para minha carreira”

Jogo contra o Corinthians

“É um jogo em casa com um adversário difícil, muito qualificado. O Corinthians vem em uma sequência boa. É o líder. Sem dúvida, para nossa confiança na sequência do campeonato é importantíssimo. Vejo a equipe bem focada, com a vontade de vencer. O nosso torcedor apoiará e precisamos estar bem concentrados. Espero que seja um grande jogo e consigamos construir a vitória para crescer na competição e ficar perto das primeiras posições. Passo a passo, vamos atrás do nosso objetivo”

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Inter

1 De 9