Aguirre lamenta gol cedo, explica opção por Saravia no meio e admite momento delicado do Inter: “Fase ruim”

Confira algumas das principais falas do técnico Diego Aguirre depois de Fluminense 1x0 Inter

Lamentando o gol sofrido logo cedo na derrota de 1×0 para o Fluminense no Maracanã, através de um pênalti em toque no braço de Bruno Méndez, o técnico colorado Diego Aguirre justificou, em coletiva de imprensa, a opção de ter entrado com Renzo Saraiva na linha de meio-campistas. O uruguaio revelou ter conversado com o lateral para definir a escalação e lembrou que ele já executou esse posto em outros momentos da carreira.

“Saravia pelo meio, eu converso com ele, e ele vem jogando nessa posição. Não é novo pra ele. Atuou assim na Argentina. E o rendimento dele é bom. Se o pênalti vai pra nós, era outro jogo, mas aconteceu o que aconteceu e aí parece que Renzo foi mal. Acho que fez bom jogo. Pensei que fosse uma boa escolha para esta partida. Lutou, cruzou, ajudou bastante”, declarou Aguirre.

Com o revés no Rio de Janeiro, o Inter chegou a três derrotas consecutivas no Brasileirão, o que fez Aguirre admitir a “fase ruim” do time:

“Eu imaginava um jogo mais longo, que pudesse ficar favorável para a gente. O planejamento era para outro começo de jogo, mas não tivemos as situações para empatar e virar o resultado. Os jogadores deram tudo de si, mas estamos em uma fase ruim. Só que ainda não acabou. Temos que reverter nos três jogos que temos pela frente. A primeira coisa que temos que fazer é ganhar o próximo jogo e vamos fazer de tudo para ganhar domingo”, ampliou.

Em termos de tabela, o Inter segue em 8° no Brasileirão com 47 pontos lutando por vaga na Libertadores. Próximo jogo: Inter x Santos, domingo, 19h. Mas, se o Ceará vencer o Corinthians nesta quinta, 20h, em casa, o colorado passa a ser 9°.

Receba as notícias do Inter em primeira mão: