Abel escala “primeiro” titular para quinta, explica como agiu com Galhardo pós Gre-Nal e cita Boca: “Ali recomeçou”

Confira mais detalhes da coletiva de imprensa do treinador colorado na noite deste domingo

Publicidade

Em noite de quebra de recorde histórico no Brasileirão disputado em pontos corridos, o Inter, que chegou a 9 vitórias consecutivas e superou o Cruzeiro de 2003 e o Flamengo de 2019, vibrou com a vitória suada por 2×1 diante do Bragantino no Beira-Rio e já tratou de colocar os olhos no próximo adversário.

Líder do campeonato com 65 pontos, o colorado terá o Athletico fora de casa na quinta-feira, 21h, desfalcado de Rodrigo Dourado, suspenso. Sem mistério, o técnico Abel Braga já tratou de escalar Rodrigo Lindoso.

“Estamos com muitos jogos e eu tenho um jogador que entra praticamente em todas as partidas, que é o Lindoso. Hoje entrou no intervalo e mais uma vez foi muito bem, impecável, não errou passe. E ele já está escalado para jogar quinta-feira”, prometeu o treinador.

Neste domingo, o Athletico fez 2×0 fora de casa no Ceará e foi ao 8° lugar com 45 pontos, estando neste momento com a última vaga à fase de pré-Libertadores.

Abel fala de Galhardo

Perguntado sobre o “silêncio” que tem pairado no vestiário do Inter em termos de declarações e projeções de título, o técnico admitiu ter reunido todo o grupo para pedir o “fim” das postagens em redes sociais, tendo como motivação a brincadeira do “cheirinho” feita por Thiago Galhardo depois da vitória no último Gre-Nal.

“Nós ainda não conquistamos nada e o foco tem que ser sempre no próximo jogo. Com relação ao Galhardo, aconteceu e eu chamei todo o grupo. E disse para eles cuidarem as postagens em rede social. Porque não ganhamos nada. Depois conversei individualmente com o Galhardo e ele me explicou que deram uma interpretação diferente do objetivo dele. Mas já estava feito”, explicou Abel.

Galhardo segue se recuperando de lesão muscular na panturrilha esquerda e não ficou nem no banco neste domingo.

Momento de virada na temporada

Ao falar do grande crescimento do Inter sob seu comando, Abel citou o jogo contra o Boca Juniors, na Bombonera, pela volta das oitavas da Libertadores, como o momento da virada positiva da equipe. O time atuou bem, superou o rival por 1×0 e só caiu nas penalidades máximas.

“As coisas estão acontecendo desde depois do jogo do Boca. Ali foi a grande mudança, recomeço, o momento em que pulamos a cerca e começamos a acreditar cada vez mais em nós mesmos”, resumiu.

Confira a íntegra da entrevista de Abel:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)