A reclamação que Renato voltou a fazer sobre a final do Mundial de 2017 contra o Real Madrid

Grêmio perdeu de 1x0 com gol marcado pelo atacante português Cristiano Ronaldo de falta

Publicidade

Campeão mundial como jogador em 1983, tendo feito os dois gols na final contra o Hamburgo, Renato Portaluppi ainda não experimentou a sensação de vencer o mesmo torneio como treinador. A sua chance, até agora, aconteceu na temporada de 2017. Mas viu o Real Madrid, com gol de falta de Cristiano Ronaldo, vencer o seu Grêmio por 1×0 na grande decisão.

Este jogo voltou a ser tratado por Renato na entrevista desta semana ao podcast “Joga com a dez”, administrado por sua própria filha Carol Portaluppi. Mesmo admitindo a superioridade do time espanhol, o técnico lembrou do pênalti não dado pelo árbitro mexicano César Ramos em lance do zagueiro Sergio Ramos em Ramiro quando o jogo seguia 0x0:

“O Real Madrid dominou, mas não criou muito não. A gente estava muito desfalcado, além de jogadores que não puderam ser inscritos. Talvez se estivéssemos mais completos poderíamos incomodar mais. É um jogo só. E tivemos o pênalti no Ramiro que o juiz não deu”, comentou Renato, nesta semana.

Ramiro, claro, concorda com Renato

Em uma entrevista dada em 2020 ao “Bola Nas Costas”, da Rádio Atlântida, Ramiro falou do lance e considerou “pênalti claro” não dado pela arbitragem. Hoje, o volante está no Cruzeiro e se recupera de uma grave lesão no joelho.

“Pênalti claro. Eu não gosto de ficar falando disso, porque foi uma situação que a gente remoeu por muito tempo. Vale a brincadeira. Naquela época, poderia ter sido apontado pra marca da cal”, disse o jogador, na oportunidade.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)