“Eu concordei”: a ligação que o senador Jorge Kajuru recebeu depois de Corinthians x Grêmio

Senador Jorge Kajuru falou sobre polêmicas de arbitragem no futebol brasileiro

Publicidade

Em uma audiência pública promovida pela Comissão do Esporte no Senado Federal, com tema em “Manipulação de Resultados em Eventos Esportivos”, o jogo entre Corinthians 4×4 Grêmio foi analisado pela bancada pelo lance polêmico de pênalti não dado em toque de Yuri Alberto e ganhou comentários do ex-jornalista esportivo e atual senador, Jorge Kajuru.

Kajuru esteve na mesa ao lado do presidente da comissão, Romário, do chefe da comissão de arbitragem da CBF, Wilson Seneme e do árbitro Bruno Arleu, que, coincidentemente, apitará Grêmio x Palmeiras nesta quinta – saiba aqui tudo sobre o jogo. Durante a sua fala, Kajuru revelou ter recebido uma ligação de outro senador na noite da partida na Neo Química Arena na segunda-feira:

“O senador Carlos Portinho me ligou na noite do dia do jogo e falou: ‘Kajuru, não estou acusando, mas pra mim há suspeita de manipulação nesse erro’. E eu concordei com ele. Sem aqui dizer que estou acusando. Mas fiquei na dúvida. Ali pode ter tido manipulação de resultado, pois é algo que infelizmente vem acontecendo no futebol brasileiro”, disse Kajuru.

Seneme, no entanto, não quis ir por esta linha em sua resposta: “Os árbitros são honestos até que se comprovem o contrário”, respondeu, sem citar o nome do juiz envolvido no jogo, Wilton Pereira Sampaio.

Árbitros de Corinthians 4×4 Grêmio são convidados pelo Senado Federal

Wilton Pereira Sampaio e os seus auxiliares, inclusive os do VAR, foram chamados para dar explicações nesta mesma comissão do Senado Federal em data a ser marcada. Posteriormente ao jogo entre Corinthians x Grêmio, o VAR, Emerson de Almeida Ferreira (MG) e os assistentes Johnny Barros de Oliveira (SC) e Michel Patrick Costa Guimarães (MG) foram suspensos pela CBF, enquanto Wilton ainda tem a sua situação analisada.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)