“Bola bate acidentalmente”: a justificativa do árbitro para não dar pênalti para o Grêmio

Arbitragem de Flávio Rodrigues de Souza irritou bastante o time do Grêmio

Publicidade

O Grêmio deixou o gramado do Estádio São Januário irritado com a arbitragem de Flávio Rodrigues de Souza neste domingo, contra o Vasco, pela estreia no Brasileirão. Ainda no primeiro tempo, já perdendo por 2×0, o tricolor pediu penalidade máxima por toque no braço do lateral-esquerdo de Lucas Piton. Porém, após revisar no VAR, Souza decidiu seguir o jogo normalmente.

Uma das novidades do Brasileirão de 2024 é o anúncio nos microfones do árbitro sobre a sua decisão a cada ida ao VAR. E Flávio disse o seguinte ao decidir não dar esta penalidade: “Após revisão, foi identificado que a bola bate acidentalmente no braço do jogador. Portanto, a decisão final é de não penal”.

Muito irritado por conta deste lance, o técnico gremista Renato Portaluppi não quis nem continuar na beira do gramado e ficou sentado no seu reservado. Depois, na saída de campo após o apito de intervalo, Renato foi em direção ao árbitro em campo para fazer o seu protesto.

Leia mais do Grêmio:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul