A característica que a direção do Grêmio mais gostou ao analisar a contratação de Funes Mori

Centroavante está perto de se tornar reforço do tricolor para a temporada de 2024

Publicidade

Desde a temporada passada, quando já se sabia da saída de Suárez no fim do ano, o Grêmio avalia o mercado em busca de opções para o comando de ataque. Hoje, o jogador mais perto de chegar para ocupar esta lacuna é o argentino naturalizado mexicano Rogelio Funes Mori, de 32 anos, que pertence ao Monterrey, do México, desde 2015.

Nas últimas horas, a negociação avançou entre os clubes e o Grêmio segue aguardando o “ok” definitivo do jogador para poder andar com os trâmites burocráticos antes do anúncio. No começo da semana, a direção falou do atleta e do quanto se impressionou com a sua alta média de gols, que passa de 0,4 por jogo – no Monterrey, o jogador tem 328 partidas e soma 159 gols, enquanto que, na atual temporada, jogou 17 jogos, fez sete gols e deu duas assistências.

“O Funes Mori só pôde ter essa consulta por conta do contrato dele estar acabando no meio do ano, porque ele é ídolo total no México. A média de gols é altíssima. O Funes Mori sempre esteve no nosso monitoramento. Ele é um cara de idade boa, média de gols alta e a situação contratual talvez nos concedesse possibilidade de negócio. A gente tenta se cercar de todos esses dados”, declarou o vice de futebol Antônio Brum ao jornalista Duda Garbi.

Mais sobre o alvo do Grêmio

Na carreira, Funes Mori ainda tem passagens por River Plate, Benfica e Eskisehirspor-TUR, além do já longo período no Monterrey, onde se tornou ídolo. Em 2022, ele disputou a Copa do Mundo do Catar pelo México. O vínculo do atacante com o clube mexicano vai até junho de 2024, mas a ideia do Grêmio é ter o jogador de imediato para aproveitá-lo já nos primeiros meses do ano.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)