Zé Ricardo explica retorno de Patrick ao time titular: “Subidas do Madson são fortes”

Publicidade

Logo em sua estreia no comando do Inter, Zé Ricardo foi elogiado por ter montado um time mais ofensivo e veloz na frente, no 4-2-3-1, durante a vitória de 3×2 fora de casa sobre o Bahia. Mas, no jogo seguinte, atletas de velocidade como Neilton e Wellington Silva deixaram o time para as entradas de D’Alessandro e Patrick.

Em coletiva de imprensa, o técnico colorado explicou o porquê de ter lançado Patrick pelo flanco esquerdo – ele, assim como D’Alessandro, voltava de suspensão. Para Zé, as subidas do lateral-direito Madson, ex-Grêmio, representam jogadas fortes do Athletico.

“Os dois retornaram de suspensão (D’Alessandro e Patrick). Entendi que as subidas do Madson são muito fortes e o Patrick poderia ter vantagem na força por aquele lado. No primeiro tempo deu certo, pois o Madson não subiu muito”, comentou após o empate em 1×1.

O treinador se mostrou bem compreensível com as críticas da torcida, que chegou a vaiar alguns jogadores como Zeca, por exemplo.

“Jogador de futebol vive nessa pressão. A gente precisa de confiança e o torcedor está no seu direito de cobrança. Ser vaiado ninguém gosta e seria importante ter nosso torcedor apoiando”, acrescentou.

Em 6° com 46 pontos, o Inter visita o maior rival Grêmio, 5° com 47, no domingo, 18h, na Arena.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)