Vitão reforça luta contra o preconceito e explica empurrão dado em Rafael Ramos: “Os meus eu defendo”

Jovem zagueiro vem sendo titular do Inter neste momento da temporada de 2022

Publicidade

Titular do Inter neste momento da temporada de 2022 sob comando de Mano Menezes, o zagueiro Vitão não pensou duas vezes antes de defender Edenilson no polêmico caso de sábado passado. Ao saber do suposto ato de racismo, o jogador colorado foi imediatamente tirar satisfações do lateral-direito do Corinthians, Rafael Ramos, empurrando o rival – reveja mais abaixo.

“Eu sempre vou proteger os meus. O Edenilson sabe o que ele escutou e não podemos deixar um caso desse tipo passar. Mas Deus é justo e abençoou ele com dois gols no jogo de ontem”, comentou o jogador em entrevista dada à Rádio Gre-Nal.

Conforme mencionado por Vitão na entrevista, Edenilson brilhou com os dois gols do 2×0 feito pelo Inter sobre o Independiente Medellín, no Beira-Rio, pela Sul-Americana, na quarta-feira. E, após o jogo, deu coletiva falando abertamente do triste episódio:

“Mentiroso, surdo, foram coisas que eu ouvi. Mesmo eu sabendo o que escutei. Pra mim está claro e as imagens estão ali para serem analisadas. Não quero ser julgado. Não quis dar entrevista naquele dia para respeitar o Rafael e sua carreira. Assim como não entendi o porquê do xingamento dele pra mim. Queria que assumisse o erro, me pedisse desculpas e que fôssemos ao delegado para ver se, de repente, haveria uma pena menor se assumisse a culpa. Mas aqui no Inter eu estou há cinco anos e tenho amigos que me deram muita força. Quase não falamos sobre o assunto. Queria me divertir no jogo de hoje também. Futebol é isso e fico feliz com os gols”, lamentou o camisa 8.

Com Vitão e Edenilson, o Inter trabalha visando a partida de sábado, 19h, fora de casa, diante do Cuiabá, pelo Brasileirão.

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas