Único jogador do Inter a falar em Fortaleza, Lindoso reclamou do gramado e da arbitragem na saída ao intervalo

Volante colorado Rodrigo Lindoso deu declarações após os 45 minutos iniciais no Castelão

Publicidade

Já com 2×0 em desvantagem na saída de campo ao intervalo, o Inter teve como representante nas entrevistas à reportagem da RBSTV o volante Rodrigo Lindoso, que usou espaço para reclamar do calor, da arbitragem e também do gramado ruim no Castelão. No fim das contas, o jogo terminou 5×1 para o Fortaleza, e nenhum outro colorado falou.

LEIA MAIS – Em áudio vazado, Dunga vê desrespeito de Ramírez e detona trabalho no Inter: “Não cita Ferrari se não sabe dirigir”

“Sabíamos… Não é desculpa, é calor. Precisávamos nos adaptar. Um campo muito ruim. Eles começaram um pouco melhor. É inevitável. A noção que o árbitro tem de falta. Qual a intenção que Caio teve em fazer a falta? O Pedro tirou a bola. Paciência, aconteceu. Quem tem que julgar é a arbitragem. Procurar ajustar para ver se, ao menos, empata”, declarou Lindoso, em referência à expulsão de Pedro Henrique, antes da volta para o segundo tempo.

Mesmo pressionado, Ramírez segue no cargo – Foto: Ricardo Duarte/Inter

Habitualmente, pelo menos um jogador também concede entrevista no final da partida. Mas os relatos dos repórteres presentes é de que, constrangidos, os atletas do Inter deixaram o campo de cabeça baixa ignorando os chamados. O colorado saiu em silêncio do Castelão.

Nas coletivas pós-jogo, o vice-presidente de futebol João Patrício Herrmann se disse envergonhado, mas bancou a permanência do técnico Miguel Ángel Ramírez, cada vez mais cobrado pela imprensa e pelos torcedores.

No retorno ao Rio Grande do Sul, o pressionado Inter pensará no desafio da quinta-feira, 21h30, diante do Vitória, pela volta da terceira fase da Copa do Brasil. O colorado joga necessitando de um empate para ir às oitavas de final.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)