fbpx

Sonho de criança: Campaz fala da oportunidade de trabalhar com Felipão e mira um dia jogar com Cristiano Ronaldo

Meia-atacante de 21 anos foi apresentado oficialmente pelo Grêmio nesta terça-feira

Demonstrando conhecimento do histórico do seu novo técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, o meia-atacante Jaminton Campaz deu a primeira coletiva com a camisa do Grêmio mostrando se sentir honrado por ter a oportunidade de trabalhar com o campeão da Copa do Mundo de 2002. Ele mesmo lembrou de tal conquista e tratou de se colocar à disposição do comandante.

“Nós colombianos somos muito aguerridos para jogar as partidas. Sempre estamos à disposição da comissão técnica. Se tem que jogar, jogamos. Se tem que correr, corremos. Feliz de trabalhar com Felipão. Já ganhou muitas coisas, como o Mundial. Estar com ele é importante para mim. Há que lutar contra a corrente que estamos neste momento”, citou o jogador de 21 anos.

Em relação ao maior ídolo, Campaz não teve dúvida nenhuma em responder qual seria e ainda foi mais longe ao projetar, quem sabe um dia, formar parceria:

“Meu grande ídolo no futebol é o Cristiano Ronaldo. Me encanta a maneira que ele joga e eu espero, quem sabe, um dia jogar com ele”, sonhou.

Destaque do Tolima nos últimos anos, o jogador assinou até 2025 com o Grêmio, que acertou a compra por cerca de R$ 21 milhões. Já regularizado no BID e inscrito nas competições, ele poderá fazer a estreia nesta quarta, 21h30, em casa, contra o Flamengo, pela ida das quartas da Copa do Brasil.

CONFIRA AS PRINCIPAIS DECLARAÇÕES DE CAMPAZ EM SUA APRESENTAÇÃO:

ESCOLHA PELO GRÊMIO:

“Estou muito feliz de estar aqui. É um privilégio para mim e pra minha família, eu escolhi por que é uma grande equipe, tem o Borja que eu falo muito. O Grêmio ganhou muitas coisas e quero fazer parte deste novo projeto. Ser feliz e fazer a torcida feliz”

CAMISA 7:

“Sobre o número sete, estou tranquilo, é um número histórico do Grêmio e sabemos que a 7 é uma responsabilidade muito grande. Eu assumi e quero que o número siga comigo da altura que é”

PERÍODO SEM JOGAR:

“Durante a negociação fiquei sem jogar, mas continuei treinando. Sei que a diferença entre a liga colombiana e a brasileira é muito grande e as partidas são muito intensas”

PORTO ALEGRE E OBJETIVOS:

“Borja me falou que Porto Alegre é uma cidade muito bonita e tranquila. Falo muito com ele por ser colega de seleção. O meu objetivo é fazer um bom torneio, pois sei que estamos em um momento complicado, mas vou fazer de tudo para ajudar”

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas