Antigo rival, Siegmann abre voto para Barcellos em eleição do Inter: “Melo foi ruim em tudo”

Roberto Siegmann foi candidado a vice de futebol na chapa de José Aquino em 2020

Publicidade

O candidato Alessandro Barcellos tem um inesperado apoiador para ficar mais três anos na presidência do Inter. Isso porque nesta segunda-feira, durante a votação no Conselho Deliberativo, o ex-dirigente Roberto Siegmann abriu o seu voto para o atual presidente – em 2020, Siegmann era candidato a vice de futebol na chapa de José Aquino, que foi derrotado por Barcellos.

Siegmann fez críticas ao atual candidato de oposição, Roberto Melo, rotulando-o como uma “versão paraguaia” do ex-presidente Fernando Carvalho. O ex-dirigente reconheceu que Barcellos não venceu títulos, mas elogiou o “time competitivo” montado para a disputa da última Libertadores.

Veja também:
1 De 6.003

“Barcellos demonstrou que teve capacidade muito grande de reaglutinar o time, formar time competitivo e título por título ninguém ganhou. Mas Barcellos fez time. Equipe competitiva que tinha tudo para estar na final da Libertadores. Perdeu para o campeão. E outro candidato? Ele foi ruim em tudo, inclusive nas entrevistas que dava para vocês”, colocou Siegmann.

Ambas as chapas ultrapassaram a cláusula do Conselho, com Barcellos tendo 150 votos e Melo, 130. Agora, ambos estão aptos para a disputa “no pátio”, com a votação dos sócios no próximo dia 9 de dezembro.

Informações do Inter:

O resultado da primeira etapa leva as eleições do Conselho de Gestão para o segundo turno, que ocorrerá no próximo dia 9 de dezembro. Na data, os sócios e as sócias do Inter que pertencem ao quadro social desde 31 de dezembro de 2022 (ou há mais tempo), e que regularizaram sua situação até o último dia 31 de outubro, votarão, de forma presencial ou online, em seus candidatos para o executivo do Clube e também pela renovação de 150 das 300 cadeiras do Conselho Deliberativo.

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas