Saravia avalia sorteio, vê “muita possibilidade” de ida às quartas e comenta pressão por vitórias: “Maior camisa do RS”

Lateral-direito colorado Renzo Saravia concedeu entrevista coletiva na tarde desta terça-feira

Publicidade

Momentos depois do término do sorteio das oitavas de final da Libertadores, que colocou novamente o Olimpia no caminho do Inter, o lateral-direito Renzo Saravia concedeu coletiva de imprensa repercutindo o cruzamento, vendo com otimismo as chances coloradas e avaliando a pressão existente no clube neste momento por melhores resultados:

Sorteio contra o Olimpia:

“Pegamos um rival que já conhecemos e jogamos duas vezes na fase de grupos. Mas agora é mata-mata com duas partidas decisivas. Vamos seguir fazendo o nosso trabalho. O que representa Inter na Libertadores é um time bem respeitado. Serão jogos decisivos e teremos tempo para trabalhar. Temos muita possibilidade de passar de fase. Tanto em casa como fora vamos buscar a vitória para seguir na Libertadores, que é um dos objetivos do ano”

Favoritismo:

“Agora ficaram os melhores. O Inter tem muita representatividade na competição, mas não há favoritos. São todos times muito duros. Vamos fazer o melhor possível para que o Inter possa avançar na Copa”

Reencontrar um mesmo adversário:

“Sabíamos que poderíamos pegar qualquer rival. Estávamos vendo o sorteio para analisarmos o rival. Veio o Olimpia, que conhecemos e que sabemos que será um rival duro. Eles vão ter as suas armas para tentar ganhar. Mas estamos confiante, temos um bom time e temos uma ideia de jogo que está crescendo”

Copa do Brasil contra o Vitória na quinta-feira, fora, às 19h:

“Focamos na próxima partida. Temos a Copa do Brasil, que é algo que vamos ir da melhor maneira para buscar o título. É isso que pede a camisa do Inter: tentar ganhar tudo que jogamos”

Evolução com Ramírez:

“Trabalhamos com Ramírez faz um tempo, vamos melhorando dia a dia e entendendo os conceitos que ele vem pedindo. Precisamos deste tempo. Vamos ter um mês, ou mês e maio para ir ajeitando os detalhes. Quando iniciar a Libertadores novamente, vamos estar mais preparados”

O que falta para melhorar:

“Nos falta um pouco terminar melhor as partidas. Creio que somos protagonistas em todas as partidas. Sempre somos a equipe que tenta jogar, atacar o gol rival. Ser protagonista é o que pede o Inter. Viemos de quatro jogos sem perder, sabemos que a pressão aqui é muitíssima. Estou seguro de que se continuarmos fazendo, vamos continuar melhorando e as vitórias virão logo”

Pressão por resultados e priorizar competições:

“O Inter tem que lutar por tudo que joga. É a camiseta do maior do Rio Grande do Sul. Não temos jogadores titulares e reservas, somos todos importantes. O que estiver melhor vai jogar”

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas