fbpx

Ricardinho publica ironia na web após cotovelada e corte no rosto; Ricci diz que Grêmio teve pênalti não dado

Jovem atacante gremista ficou na bronca após penalidade máxima não ser marcada

De volta ao Grêmio após um período emprestado ao Marítimo, de Portugal, o jovem atacante Ricardinho saiu duplamente insatisfeito de sua reestreia na Arena nesta sexta-feira. A primeira irritação, claro, foi pela derrota de 1×0 para a Chapecoense pela segunda rodada da Série B. E a outra ficou explicada no seu próprio rosto, com um corte ocasionado por uma cotovelada de Ronei que não gerou pênalti na interpretação da árbitra Édina Alves Batista.

Ricardinho sangrou no mesmo momento que foi atingido e precisou enfaixar a cabeça para seguir em campo nos minutos finais. Depois, levou três pontos no local e ironizou nas redes sociais publicando a seguinte pergunta: “Pra que VAR?”.

Para o ex-árbitro Sandro Meira Ricci, que atualmente faz comentários no SporTV, Édina errou ao não dar a penalidade máxima no lance – nem mesmo o VAR a acionou para rever a jogada.

“Quando ele vê que a bola está chegando, abre completamente o braço e atinge em cheio o rosto do Ricardinho. Para mim, pênalti”, disse o ex-árbitro durante a transmissão do jogo.

Sem a penalidade máxima marcada, o Grêmio seguiu sem marcar gols até agora em dois jogos na Série B. No sábado passado, a estreia foi em 0x0 diante da Ponte Preta, em Campinas, onde Lucas Silva errou um pênalti. O próximo compromisso gremista é na quinta-feira que vem, na Arena, às 16h30, diante do Guarani.
Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas