“Eles também se emocionaram”: Renato revela conversa que teve com o grupo após o Gre-Nal

Técnico gremista contou o fato durante entrevista coletiva dada neste sábado

Publicidade

Feliz e satisfeito pelo título do Gauchão, que foi o seu 10° troféu treinando o Grêmio, o técnico Renato Portaluppi aproveitou a coletiva após a vitória sobre o Juventude na final para contar um momento marcante no campeonato. Segundo ele, os jogadores chegaram a se emocionar com o seu discurso depois da derrota no Gre-Nal do Beira-Rio, de virada, por 3×2.

Logo após o tropeço no clássico, Renato reuniu os jogadores no vestiário e disse “amar” todos eles – momento em que os atletas também se emocionaram. Mas o treinador, ao mesmo tempo, cobrou que o grupo levasse cada jogo como uma verdadeira decisão:

“Nós perdemos o Gre-Nal lá no Beira-Rio, porque o Inter mereceu vencer aquele jogo, apesar de alguns lances que nem vale a pena a gente voltar a falar, mas quando terminou a partida eu abracei o meu grupo no vestiário. E falei: ‘Eu amo vocês’. Mas falei que eles tinham que mentalizar que todo jogo era uma decisão pra nós. A nossa camisa é muito pesada e temos uma quantidade enorme de torcedores. E precisamos sempre dar essa resposta em campo”, explicou Renato.

“Quando eu falei isso para eles, eles também se emocionaram. E eu não canso de elogiar o meu grupo. Não é porque nós ganhamos agora, nas derrotas eu também elogio. Procuro corrigir sempre os defeitos, mas é muito importante o treinador passar sempre essa confiança para o grupo. E fácil chegar agora aqui e dizer que o meu grupo é maravilhoso. Mas nas derrotas também, no dia a dia também”, acrescentou.

Confira mais falas de Renato na coletiva do título:

CONTRATAÇÕES E MAIS REFORÇOS

Os pontos positivos são as contratações que fizemos durante a temporada. A gente não se precipitou na janela de transferências. Sabemos o quanto vai ser importante trazer jogadores, mas já estamos conversando sobre isso. Queremos buscar mais reforços

GEROMEL

É um ídolo, está na história do clube. Essa semana conversei dois, três dias seguidos com ele. Saber como estava, se estava se sentindo bem. Na quinta conversei com ele na minha sala. Eu senti que ele estava inseguro pela lesão. Mas eu disse ali para ele: você vai jogar. Se estourar, estourou. Mas é muito importante a presença dele. Disse para ele esquecer a lesão, que ele seria titular. Hoje jogou muito. É um cara que nasceu para vencer. Mas a renovação ou não, cabe a ele, aos dirigentes. Eles vão conversar

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul