Renato diz que Grêmio terá tempo para se recuperar na Libertadores: “Sou pago para pensar”

Confira os principais detalhes da coletiva de imprensa do treinador gremista

Publicidade

O técnico Renato Portaluppi, em coletiva de imprensa, defendeu o planejamento do Grêmio em relação à utilização de time reserva contra o The Strongest, em La Paz, nesta terça-feira, pela estreia da Libertadores. O treinador afirma que, mesmo com a derrota de 2×0, ele faria tudo de novo se fosse preciso. O foco é no sábado, 16h30, na Arena, na grande final do Gauchão contra o Juventude.

Derrota e altitude

A altitude dificulta. Nossa equipe não era bem entrosada e a altitude faz a diferença. Eles nos venceram por falhas nossas. Já sabíamos da dificuldade. Melhoramos um pouco no segundo tempo para tentar o empate, mas estava difícil de jogar

Renato defende planejamento de Grêmio reserva em La Paz

Sou pago para pensar. Tenho uma decisão no sábado e depois tenho mais cinco jogos na Libertadores. Se eu trago alguns titulares e um deles se machuca? Sou pago para pensar. Faria tudo de novo. Confio no meu grupo. Daqui a alguns dias disputaremos um título e na Libertadores teremos tempo para se recuperar

Rendimento dos jogadores

Sempre falei que todos teriam oportunidades. Cabe ao jogador mostrar o porquê dele estar no grupo do Grêmio. Eu vejo, o presidente vê, a imprensa, o torcedor. Todos. Esses jogadores de hoje não vinham jogando e eu conheço eles muito bem, sei da capacidade deles. Se algum jogador não tiver rendendo, bom, a fila no futebol anda. E vai continuar andando

Seria diferente com o time titular?

Não sei. Os titulares poderiam ter perdido também. Ano passado alguns perderam com o time principal aqui. No futebol não há 100% de certeza. Mas temos uma decisão no sábado. Depois do jogo de sábado, naquele gramado duro, alguns jogadores reclamaram de dores musculares