Ramírez explica escolha de Johnny, critica calendário brasileiro e se posiciona sobre disputa dos goleiros do Inter

Confira mais detalhes da coletiva de imprensa do treinador colorado Miguel Ángel Ramírez nesta quinta

Publicidade

Surpresa na escalação colorada nesta quinta-feira, o volante Johnny foi bastante elogiado pelo técnico Miguel Ángel Ramírez logo depois da vitória de 1×0 diante do Vitória, em Salvador, pela ida da terceira fase da Copa do Brasil. Após atender os pedidos da torcida e lançá-lo a campo, o espanhol reforçou que o jovem norte-americano está sendo preparado para ser o camisa 5 por muitos anos do clube.

“Disse que o momento de Johnny ia chegar e estava mais perto desse momento. Hoje estava protegido. Posso lançar qualquer jovem, mas protegido. Estou contente com seu rendimento hoje”, disse o treinador, antes de aprofundar:

“Johnny tem que saber que há muito caminho pela frente, que é muito complicado, mas estamos o preparando para ser o primeiro volante do Internacional”.

Após vencer no Barradão, o Inter terá poucas atividades de treinamento até o próximo confronto diante do Fortaleza, domingo, 16h, pela segunda rodada do Brasileirão. O calendário intenso também foi alvo de Ramírez:

“Não acontece só com o Inter, acontece com todos. O calendário está carregado. Chega no fim das partidas, não podem mais. Ano passado vi o final do Brasileirão e as equipes não conseguiam mais. Chegavam no final e não conseguia caminhar. É qualquer equipe. Nenhuma das equipes que jogam todas as competições vão conseguir ao longo do ano uma condição física ótima”.

Ramírez não define o novo goleiro titular

Todos os goleiros do elenco do Inter foram elogiados por Ramírez em sua coletiva em Salvador. Desta vez, quem jogou foi Daniel e Marcelo Lomba ficou no banco, mas o comandante não cravou quem seguirá atuando:

“Temos excelentes goleiros. Marcelo é incrível. Marcelo Lomba… É difícil tirá-lo. Danilo teve azar de uma lesão. Daniel vem com uma evolução muito boa, é um elemento que o clube quer dar continuidade e sabia que em algum momento teria a chance”, sublinhou, para depois completar:

“Nesse modelo, o treinador de goleiros é muito importante, porque precisa saber o que vamos pedir. A nossa relação com os goleiros é muito mais próxima. Eles treinam muito com o grupo”.

Contra o Vitória, o Inter volta a jogar no Beira-Rio às 21h30 da quinta-feira que vem podendo até empatar para passar de fase.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)