Primeira contratação, fome de títulos e distância para o São Paulo: a apresentação do novo executivo do Inter

Em coletiva de imprensa concedida nesta terça-feira, Paulo Bracks apresentou a sua forma de trabalho

Publicidade

Contratado junto ao América-MG, o novo executivo de futebol colorado Paulo Bracks foi apresentado nesta terça-feira e, de imediato, anunciou o seu primeiro reforço: Julinho Camargo, que será gerente de transição entre base e profissional com início imediato de trabalho.

Bracks também se mostrou com “sangue nos olhos” por vitórias, falou da sua boa relação com a CBF e da distância de 9 pontos para o atual líder do Brasileirão, São Paulo. Confira as principais aspas e o vídeo da coletiva:

Escolha pelo Inter:

“O projeto que me foi apresentado, que passa pela valorização da base, me seduz bastante por conta da formação que tenho de base e pelo que acredito dentro do futebol”

Distância para o São Paulo:

“O São Paulo tem nove pontos do Internacional hoje. Nove pontos é possível tirar. Se há a possibilidade e há a crença dentro do grupo de que podemos buscar o título, vamos buscar o título”

CBF:

“Consigo dizer que é uma das valências que tenho, essa boa relação [com a CBF]. Eu brinco que futebol é relação de pessoas. Fiz isso muito bem [trabalhando] com a CBF, e vou continuar fazendo em prol do Inter”

Rodrigo Caetano:

“Sempre foi um paradigma para mim, é uma honra o substituir, ou tentar substituí-lo aqui no Internacional. Tem de se elogiar o trabalho feito, porque, hoje, o time está brigando pelo título no Brasileiro”

Julinho Camargo: a primeira contratação:

“A função do Julinho [Camargo] não vai ser uma função que ele exerceu, como treinador. Ele vai estar auxiliando na transição e na prospecção dos jogadores dentro do clube”

Títulos:

“São quatro anos sem títulos no masculino. Isso vai ser buscado, a partir do momento em que se começar o trabalho”

Busca por coordenador-técnico:

“Essa busca pelo coordenador-técnico está sob avaliação. Não há nenhuma decisão tomada nesse sentido, até porque a minha principal atribuição no momento é trabalhar com o que já existe hoje”

Fome e sangue nos olhos:

“Achei muito interessante o viés da gestão em voltar a ganhar títulos. Estou com sangue nos olhos, com fome muito grande para voltar a ganhar títulos com o clube”

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)