Presidente do Grêmio é contra jogos da Copa América em Porto Alegre e não pretende abrir mão da Arena

Romildo Bolzan Jr se manifestou de forma contrária em entrevista dada à Rádio Guaíba

Publicidade

Após o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, se manifestar de forma favorável à vinda da Copa América para a capital gaúcha, o presidente gremista Romildo Bolzan Jr, à Rádio Guaíba, discordou do posicionamento e garantiu que não pretende abrir mão da Arena para a realização destes jogos.

LEIA MAIS – Força máxima contra o Brasiliense e transição em jogo que vale taça: o planejamento do Grêmio para as próximas semanas

Marcada inicialmente entre os dias 11 de junho e 10 de julho, a Copa América ocorrerá de forma simultânea ao Brasileirão e à Copa do Brasil – somente Libertadores e Sul-Americana irão ter um intervalo.

“Não acho prudente, neste momento, que a gente possa recepcionar em Porto Alegre uma situação que seja de risco. Não é recomendável que se gere todo um aparato pra que venha pra cá a Copa”, disse Bolzan.

Melo, mais cedo, à Rádio Gaúcha, disse que já estava “entrando em campo” para trazer os jogos para a cidade:

“Já estou entrando em campo, com toda a força e toda a responsabilidade. Porto Alegre é a capital do Mercosul, e nada melhor que seja aqui. Temos estrutura para isso e tradição”, falou o prefeito.

Em 2019, a Copa América também foi no Brasil e a Arena foi o palco no Rio Grande do Sul. Estados como Pernambuco, Amazonas e Rio Grande do Norte estão sendo ventilados para receber a competição, que “saiu” da Argentina e da Colômbia nos últimos dias.
Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)