Para Renato, Grêmio não tem obrigação de ganhar do Coritiba por ter investido mais: “Todos são difíceis”

Treinador gremista minimizou a questão de investimento em contratações na coletiva deste domingo

Publicidade

Apesar de ter investido mais que o dobro do Coritiba em reforços na temporada, o Grêmio não é obrigado a vencer o adversário por conta do fator financeiro. Esta é a análise do técnico Renato Portaluppi, que, após o 1×1 no Couto Pereira, neste domingo, pelo Brasileirão, minimizou o tema “investimento” no futebol.

Em outras palavras, o treinador quis dizer que apenas o dinheiro não vai ganhar os jogos e que, se fosse assim, Flamengo e Atlético-MG seriam os campeões:

“Não existe isso de investimento, porque o Grêmio investiu mais que o Coritiba… então tem que dar a taça para o Flamengo e o Atlético-MG. Eles investiram mais no campeonato. Dá a taça pra eles. Não tem jogo fácil no campeonato. Todos os jogos são difíceis. Hoje pegamos uma equipe que luta contra o rebaixamento, que é sempre difícil”, declarou Renato, antes de ampliar:

“Todos os jogos são difíceis nesse campeonato. Tem equipes que brigam pelo G-4, pelo G-6 ou contra o rebaixamento. Então não tem esse negócio de investimento. Se for assim, ano que vem vamos gastar 300 milhões e antes mesmo de iniciar o campeonato seremos campeões”.

Após o 16° empate no campeonato, o Grêmio caiu uma posição e agora é o 7° com 52 pontos. Na quarta-feira, a partir das 16h, o rival é o Santos, na Arena, em Porto Alegre.

Confira mais declarações de Renato neste domingo:

“A equipe foi bem, jogamos muito bem o primeiro tempo. Sabíamos que teríamos uma pressão muito grande do Coritiba no segundo tempo, só a vitória interessava a eles porque estão numa situação complicada”
.
“Está faltando nada, não. Hoje o Grêmio voltou a jogar bem. Tivemos todas as chances do mundo pra sair daqui com os três pontos, faltou tranquilidade”
.
“Eu não gosto de falar sobre o meu futuro. Tenho uma amizade grande com o presidente Romildo e na hora certa vamos sentar para conversar. Podemos resolver, sim, em cinco minutos ou três minutos. Pra ficar ou pra sair. Isso depende. Mas não quero conversar sobre isso agora. Minha cabeça está voltada para o grupo, para o Brasileirão e para a Copa do Brasil”
.
“Toda semana eu converso com o Jean, e não vamos colocar toda a culpa nele porque desperdiçou o pênalti. Tivemos todas as chances de matar o jogo e quando não fazemos isso, o adversário não perdoa”
.
“Algumas coisas a gente tem que corrigir, a gente sabe disso, mas aqui eu não vou falar disso. Eu falo isso só para o meu grupo, na sala de vídeo eu mostro. Tenho que falar com o meu grupo”
.
“Pecamos na finalização, quando você tem oportunidades de matar o jogo e não mata, você deixa o adversário crescer. Mais um empate, com a vitória chegaríamos perto do G4”

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)