fbpx

Luan vira “reserva dos reservas” no Corinthians e presidente do clube explica situação: “Direção não escala”

Atacante de 29 anos está longe de repetir o que conseguiu fazer um dia pelo Grêmio

Longe, mas bem longe de ser o mesmo jogador que ficou no Grêmio, Luan segue amargando a reserva no Corinthians e chegou a ser suplente do próprio time alternativo na última semana, fora de casa, no empate em 1×1 com a Portuguesa-RJ pela Copa do Brasil. O atacante de 29 anos vem se recuperando de dores no quadril, mas tem poucas perspectivas de ser aproveitado na comissão técnica do português Vítor Pereira.

Nesta segunda-feira, o presidente do clube paulista Duilio Monteiro Alves falou sobre Luan e passou o ponto de vista da direção em relação ao jogador:

“Luan é um atleta do clube. Eu vi no último jogo, contra a Portuguesa-RJ, não fui viajar com o time, vi o jogo pela TV, e é triste o que se ouve, parece que é um absurdo o Vítor não colocar o Luan. Vocês estavam informados que o Luan vinha de um tratamento de quadril há algumas semanas, ele fez um treino antes do jogo, e foi dito que era um absurdo ele não estar em campo. Não estava em campo porque não estava bem. Também se cobrou que isso era uma atitude da diretoria. Aqui no Corinthians a diretoria não escala, o treinador é quem escolhe quem usar”, comentou.

Luan
Atacante não vem conseguindo repetir o que fazia no Grêmio – Lucas Uebel/Grêmio

O mandatário do Corinthians elogiou o comprometimento do ex-atacante gremista nos treinamentos, mas reforçou que a parte de campo é com o próprio jogador e ninguém mais:

“Ele voltou de lesão há pouco tempo, é um cara que chega no horário, trabalha, treina, mas não está conseguindo jogar um bom futebol. A parte da diretoria é manter condições de trabalho, cobrar o atleta para fazer o trabalho dele, mas se ele desenvolve em campo é uma coisa do jogador, do ser humano, o que temos que fazer é dar autonomia ao treinador, que coloca se o jogador treina bem”, citou.

Luan deixou o Grêmio rumo ao Corinthians no final de 2019 e apesar das expectativas, até pelos valores envolvidos na época, não conseguiu devolver em campo toda a esperança depositava em seu futebol. Em 2017, foi o grande destaque do título gremista na Libertadores.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas