Juventude tira onda com comentarista da Rádio Gaúcha que cravou final Inter x Grêmio: “Aham, vai sim”

Time de Caxias do Sul venceu o colorado nos pênaltis e passou de fase

Publicidade

Finalista do Gauchão após bater o Inter nos pênaltis, o Juventude aproveitou para tirar onda e se divertir nas redes sociais, respondendo quem já bancava o colorado na decisão. Sobrou até mesmo para o comentarista da Rádio Gaúcha e da RBSTV, Diogo Olivier, que, no jornal Zero Hora, havia cravado recentemente que a final seria entre a dupla Gre-Nal.

“O Inter está sobrando, mas nisso deu azar. Seu confronto é mais difícil do que o do Grêmio, que enfrentará um futebol mais simplório: o valente e lutador Caxias de Argel. Com Pavón, Diego Costa e Gustavo Nunes, é outro Grêmio. Teremos um Gauchão decidido em dois Gre-Nais. É o que o campeonato e as quartas de final sinalizam”, escreveu Diogo.

Meia do Inter elogia Juventude

Apesar de ser o grande destaque do Inter desde o ano passado, Alan Patrick passou em branco e foi discreto nos dois jogos. Ontem, depois da queda nos pênaltis dentro do Beira-Rio, ele reconheceu o bom poder de marcação do adversário:

“Tem o mérito do adversário, que estuda a nossa equipe e nossos pontos fortes. Concordo que conseguiram fazer uma marcação forte no jogo de lá. Não conseguimos, como equipe, fazer um jogo brilhante e tínhamos a confiança que na nossa casa seria um jogo diferente, porém o Juventude conseguiu fazer uma marcação dura. Não tivemos facilidade onde eu costumo jogar, entre as linhas, para encontrar os espaços. Futebol é assim, tem a parte da estratégia, que o adversário tentam neutralizar nossa equipe. É seguir trabalhando. Não vejo outra solução”, afirmou.

Alan Patrick pelo Inter
Alan Patrick foi discreto contra o Juventude – Foto: Ricardo Duarte/Inter

Roger quer mais

Campeão gaúcho treinando o Grêmio em 2022, o treinador do Juventude, Roger Machado, está empolgado com o momento da equipe e já espera “mais”:

“A sensação, até o momento, é de dever cumprido. Mas nós queremos mais. Para mim, representa que dois anos depois de vencer o Gauchão estou novamente na final da competição. Para o grupo que estamos montando, é a oportunidade de fazer história no clube. E para o Juventude, como instituição e voltando para a Série A, podendo disputar uma final de Campeonato Gaúcho mostra que o planejamento vem sendo bem feito e que isso não é o final e, sim, o começo de um ano que tem muito a se desenrolar”, afirmou Roger, em declaração recuperada pelo Globoesporte.

O rival do Juventude na final do Gauchão será conhecido na noite desta terça, a partir das 21h, na Arena, no jogo entre Grêmio e Caxias. O tricolor, por ter vencido a ida por 2×1 fora de casa, tem a vantagem de empatar para passar de fase.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul