Inter promete mudanças internas enérgicas e fala até em recuperar a “cultura gaúcha” de jogar futebol

Derrota de 5x1 para o Fortaleza pode gerar algumas modificações internas no Internacional

Publicidade

Miguel Ángel Ramírez continuará no Inter, mas a direção promete mudanças internas “enérgicas” a partir da derrota de 5×1 para o Fortaleza neste domingo, na Arena Castelão, no Ceará, pela segunda rodada do Brasileirão. A escolha de utilizar alguns reservas nesta partida e também a maneira de atuar estão desagradando a direção.

Isto ficou claro na manifestação do vice de futebol João Patrício Herrmann em coletiva logo depois da partida, onde chegou a dizer que viveu a “maior vergonha” como dirigente em toda a sua trajetória no clube.

Veja também:
1 De 5.985

“As alterações acontecerão, sim, internamente e de uma forma muito enérgica. Estamos vendo tudo e não estamos satisfeitos com os resultados. Estamos constrangidos por hoje. Erros internos e planejamentos feitos de forma errada. Os atletas se reuniram em uma reunião forte entre eles no vestiário. Não somos um clube para levar 5×1”, comentou.

Herrmann chegou a dizer que será preciso, daqui para frente, entender até mesmo a “cultura gaúcha de jogar futebol”:

“Não acredito que o Miguel seja um treinador inflexível. As alterações internas já vêm sendo feitas. Sentimos que esse modelo parou de evoluir e a gente precisa mais rapidamente possível resolver esses erros e entender a cultura gaúcha de jogar futebol”, acrescentou.

PRÓXIMOS JOGOS DO INTER:

Próximo jogo: volta da terceira fase da Copa do Brasil, Inter x Vitória, quinta, 21h30.

Próximo jogo do Brasileirão: Bahia x Inter, domingo que vem, 18h15.

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas