Inter ironiza postura do Flamengo por ter “escondido” Gabigol

Publicidade

O primeiro dos dois duelos entre Flamengo e Inter pelas quartas da Libertadores foi quente dentro de campo e também nos microfones. Após a derrota de 2×0 no Maracanã, a direção colorada criticou e ironizou a estratégia rival em “esconder” Gabigol.

Na véspera, o atacante não apareceu na lista de relacionados e aparentemente estava fora do jogo sob alegação de “dores musculares”. No entanto, ele participou normalmente da partida do Rio de Janeiro.

“Desde ontem e hoje durante o dia a gente já imaginava isso. Pensei que isso já estava ultrapassado no futebol, não existia mais. Para os treinadores brasileiros pode ser uma novidade importada da Europa. Eu pensei que isso não acontecia mais. Não foi isso que decidiu o jogo, não passou por aí. Cada um usa a estratégia que acha melhor”, criticou Roberto Melo, vice de futebol do Inter.

Acompanhe a fala do dirigente:

Para o Inter, a vaga direta à semi da Libertadores só virá com uma eventual vitória por três ou mais gols de diferença na quarta que vem, no Beira-Rio.