Guerrinha diz que primeira gestão de Barcellos foi um “caos” e vê presidente “obrigado” a ganhar

Jornalista é um crítico de longa data da gestão do presidente colorado Alessandro Barcellos

Conhecido por ser crítico da gestão de Alessandro Barcellos no Inter, o jornalista e comentarista Adroaldo Guerra Filho, o Guerrinha, fez nesta segunda-feira a sua primeira consideração desde a reeleição do atual mandatário em disputa vencida sobre Roberto Melo, no sábado, na eleição colorada. Para Guerra, Barcellos está “obrigado” a ganhar títulos neste seu segundo período, que vai até 2026.

“Os três primeiros anos foram um caos. O Inter não ganhou nada e se apequenou como time de futebol, não como clube. Agora ele tem mais três anos e é obrigatório que ganhe. O torcedor colorado está machucado, precisa ganhar. Que o Barcellos consiga achar parceiros para chegar às vitórias. Acho que o Coudet e o Magrão continuam. Que essas pessoas ajudem a fazer o Inter a voltar a ser grande como time de futebol. Hoje não tem sido”, declarou Guerrinha, no programa “Sala de Redação”.

Veja também:
1 De 6.130

Barcellos quer Inter unido

Em um dos seus primeiros discursos após vencer Roberto Melo, Barcellos pregou união no Inter e falou da necessidade de todos os movimentos estarem juntos:

“Valor importante do clube do povo, da nossa gente, da nossa torcida, que soube compreender as dificuldades dos primeiros anos com uma gestão comprometida com o futuro do clube e não com o passado. O passado não tem dono. O passado é dos colorados. Essa eleição nos dá oportunidade agora de juntarmos os colorados, de estarmos unidos todos nós, para que as coisas comecem a acontecer como a gente quer e para que os títulos venham”, disse o presidente.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas