Grêmio já tem a posição de Alex Teixeira sobre futuro e ainda não iniciou conversas com empresário de Ferreira

Mercado gremista, envolvendo possíveis chegadas e renovações, segue bastante agitado

Publicidade

Sem clube desde a saída do Jiangsu Suning, da China, o meia-atacante Alex Teixeira, de 31 anos, já passou por meio de empresários o seu posicionamento de carreira ao Grêmio, reconhecendo que o desejo é seguir no futebol exterior, de preferência um retorno à Europa – antes, ele foi jogador do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, durante muitos anos.

LEIA MAIS – Sotero agradece oportunidade no Grêmio, explica escalação de Paulo Victor e elogia Jhonata Robert: “Jogou bem”

Em entrevista ao jornalista Luís Henrique Benfica, da Bandeirantes, o vice-presidente Marcos Herrmann confirmou que existiu um interesse, mas que nesse momento o Grêmio já não alimenta mais nenhuma possibilidade.

“Não existe (chance de contratação). Ele quer continuar no exterior e não tem interesse em voltar ao Brasil. A meta dele é receber em euros. Há um mês tivemos uma pessoa ligada a nós conversando com ele”, admitiu o dirigente.

O Grêmio mantém o plano de ter mais “um ou dois” reforços na complementação da temporada – antes, o volante Thiago Santos, o lateral-direito Rafinha e o meia-atacante Douglas Costa chegaram de forma oficial, e os dois primeiros inclusive já foram campeões gaúchos como titulares.

Futuro de Ferreira

Uma outra preocupação do departamento de futebol do Grêmio é sobre o futuro de Ferreira. Não tanto pelo tempo de contrato, que vai até o fim de 2023, mas pela multa rescisória considerada baixa – cerca de 8 milhões de euros.

Ao mesmo jornalista, o empresário do jogador, Pablo Bueno, disse que ainda não foi chamado pela direção gremista para conversar e negou veementemente que a nova pedida salarial de Ferreira vá ser na casa dos R$ 700 mil. O agente espera um contato da direção tricolor ainda nesta semana.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)