fbpx

Felipão vê pênalti “vergonhoso” em Rafinha, expõe histórico de Ricardo Marques contra o Grêmio e cita CBF

Treinador gremista se revoltou com a arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro neste sábado

O tema arbitragem dominou a coletiva de imprensa do técnico Luiz Felipe Scolari, que dirigiu o Grêmio neste sábado em mais uma decepção no Brasileirão. Dessa vez, o 1×0 sofrido para o Corinthians dentro da Arena foi cercado de críticas ao comando do juiz Ricardo Marques Ribeiro – Maicon, por exemplo, tentou ir para cima do árbitro depois do gol rival.

Felipão, na entrevista, citou o histórico de jogos de Marques apitando o Grêmio e indicou que o clube deveria protestar na CBF pela atuação da arbitragem. E viu, também, um pênalti “vergonhosamente não dado” em Rafinha no 1° tempo.

“Depois de olharmos os lances, podemos olhar porque o Maicon agiu daquela forma. Tem coisas a nosso favor que não foram vistas e que nem são comentadas. Depois temos que ver com a CBF. Porque determinadas atitudes e determinadas influências. Teve penalidade máxima em cima do Rafinha, mas VAR e juiz optaram por não dar”, disse, antes de acrescentar:

“O Rafinha foi empurrado vergonhosamente dentro da área. Nem VAR teve. Este árbitro apitou 34 jogos do Grêmio. Temos 5 vitórias, perdemos 16 ou 17. Será que estivemos tão mal em todos esses jogos assim?”.

A derrota mantém o Grêmio na zona do rebaixamento em 17° lugar com 16 pontos. Para Felipão, a ordem agora segue sendo de remobilizar o time:

“Nós vamos trabalhar para colocar a equipe em condições para a próxima partida. Sabemos que será muito difícil, mas temos que superar as dificuldades”, ampliou.

A partir de agora, o Grêmio terá cerca de 15 dias para jogar apenas no dia 12, um domingo, às 11h, em casa, contra o Ceará.

VEJA MAIS – Maicon se descontrola e é expulso pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas