fbpx

Felipão cogita volta de Brenno e não descarta trocar outros jogadores e o esquema: “Vamos tentar mudar”

Técnico gremista está bastante preocupado com o que vem vendo dentro de campo

Apesar de ter sido o escolhido para atuar como titular no jogo deste sábado, no Morumbi, perdido por 2×1 para o São Paulo, Gabriel Chapecó não está totalmente assegurado na posição. Em coletiva virtual de imprensa pós-jogo, o técnico do Grêmio, Luiz Felipe Scolari, lembrou que não teve muito tempo de trabalho com Brenno e que os próximos dias é que vão apresentar uma definição mais clara.

“Neste momento, o Chapecó foi o titular. Tenho que trabalhar durante a semana para avaliar como o Brenno estará. Nos meses dentro do Grêmio eu só trabalhei com o Chapecó e ele foi muito bem, mas posso mudar”, adiantou Felipão.

De olho na próxima quarta-feira, no duelo decisivo e de confronto direto atrasado contra o Cuiabá, fora, às 19h, o treinador poderá escalar pela primeira vez o novo reforço Mathías Villasanti, trazido como reposição a Matheus Henrique. Mas, insatisfeito com o momento atual, Felipão não descarta mudar mais jogadores e também o esquema tático:

“Vamos tentar mudar essa situação de um jeito ou de outro, colocando A ou B, mudando o esquema. Porque do jeito que tá, não queremos perder aos 48 do segundo como foi”, ampliou.

Confira outras declarações de Felipão nesta coletiva:

“Precisamos trabalhar e mudar nosso sentido anímico dentro e fora de campo. Temos que ter raiva do adversário. Saber que o adversário é o último, é o final do mundo. É jogar como final 90 minutos, 91, 93, 95 minutos. O adversário para as jogadas e nós não paramos porque queremos, quem sabe, jogar de uma forma mais bela, interessante. Não é assim. Nesse momento tem que jogar com ânimo, determinação, com mais vontade, mais garra, mais pegada. É isso que muitas vezes falta num momento ou outro do jogo. E perdemos os pontos que fazem falta, vão fazer falta”
.
“Ele (Jean Pyerre) cumpriu papel que tínhamos mais ou menos pré-determinado. Quando achamos que a situação não era a que queríamos, fizemos a substituição. Teve uma ou outra oportunidade de criação, mas fomos também envolvidos em alguns aspectos pelo São Paulo. Não foi só o Jean com um ou outro pecado, a equipe no geral pecou para que a gente perdesse esse jogo”
.
“A gente tem que ter uma situação onde crie mais ou pelo menos não deixe o adversário criar. A gente tem que criar uma situação melhor na tabela, porque por enquanto a gente não respira. Temos que fazer o rival temer um pouquinho o Grêmio também”
.
“Falta ser mais cascudo, mais brigão pelo resultado. Qualquer ponto é importante, quando temos um espírito diferente vamos na bola como se fosse a bola final”

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas