Ex-Inter não teme a saída de Rodrigo Caetano para o Palmeiras: “Eu traria o Tinga”

Publicidade

Durante a noite de terça-feira, cresceu a especulação envolvendo o interesse do Palmeiras no executivo de futebol do Inter, Rodrigo Caetano. Após demitir o técnico Mano Menezes e o diretor Alexandre Mattos, o clube paulista quer o dirigente colorado para liderar o projeto em 2020 e pretende se reunir com ele ainda nesta semana.

A informação não preocupa José Evaristo Villalobos, o Nobrinho, ex-assessor de imprensa do Inter entre o final da década de 90 e 2013. No Twitter, onde sempre é participativo nos assuntos envolvendo o clube, ele sugeriu o nome de Paulo César Tinga como potencial substituto.

“Leio que Rodrigo Caetano pode ir para o Palmeiras. Que vá! Acho que o Caetano fez muito pouco no Inter, além de ter cometido muitos erros. Não somou. Eu o trocaria pelo Paulo César Tinga. Sem problemas…”, escreveu.

Bicampeão da Libertadores em 2006 e 2010 como volante do Inter, Tinga, recentemente, exerceu a função de gerente de futebol no Cruzeiro, sendo campeão da Copa do Brasil de 2017 – ano em que também saiu do clube. Em diversas entrevistas, já deixou claro que pensa em retornar ao Beira-Rio no futuro para exercer cargo de gestãao.

Já Rodrigo Caetano está no colorado desde maio de 2018, logo depois de ter saído do Flamengo. Ele renovou recentemente o seu contrato até a temporada de 2020 e, na semana passada, ganhou ainda mais autonomia no futebol com o pedido de demissão do vice Roberto Melo.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)