Dirigente do Inter se irrita com protestos no CT: “Nem quero comentar pessoas que se drogam”

Vice-presidente eleito, João Patrício Herrmann condenou a ação de manifestantes no CT colorado

Publicidade

A irritação do vice-presidente colorado eleito, João Patrício Herrmann, foi grande com os manifestantes que foram ao CT do Inter na manhã desta sexta-feira e chegaram a jogar rojão para o gramado – no campo, o elenco se preparava para a estreia no Brasileirão neste sábado, 19h30, fora de casa, contra o Coritiba.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o dirigente disse ter a expectativa de que o poder público possa se encarregar dos acontecimentos – ouça a sua fala e veja trechos do protesto desta sexta:

“A Brigada Militar, a Justiça ou delegacia competente vai se encarregar disso. Não vou fazer comentários sobre pessoas que se drogam, que vão pra frente do trabalho de pessoas honestas, pais de família, que trabalham sério como estamos trabalhando no Inter. Se são torcedores, são profissionais e pagos. Não é possível que alguém faça o que fizeram hoje”, disse Herrmann.

Segundo o Globoesporte.com, “três torcedores foram identificados como autores dos disparos e detidos. A BM apreendeu também quatro artefatos pirotécnicos com eles. Eles foram identificados como integrantes de organizadas e não estavam utilizando máscaras”.

Torcedores começaram a chegar por volta de 8h30, e a BM fez a abordagem quando os ânimos esquentaram. Cerca de 20 foram abordados, e três presos por perturbação ao ambiente de trabalho.