fbpx

Diogo Barbosa admite que teve “pior ano da carreira” no Grêmio e cita o que faria o clube não ser rebaixado

Lateral-esquerdo, que deve abrir o ano como titular, concedeu coletiva nesta terça-feira

Sinceridade não faltou na coletiva virtual de imprensa desta terça-feira do lateral-esquerdo Diogo Barbosa, que afirmou ter feito um dos piores anos da carreira em 2021 vestindo a camisa do Grêmio. Ele lamentou ter jogado pouco e prometeu fazer esta situação como uma motivação a mais para a nova temporada, da qual iniciará como titular do técnico Vagner Mancini.

“Eu vim de um 2021 muito ruim, acho que o pior da minha carreira, foi o ano que eu menos joguei então isso traz uma indignação pessoal. Isso me motiva neste ano porque eu quero ajudar o Grêmio”, lamentou.

Diogo, que já havia fechado 2021 na frente de Cortez no time, fez elogios à preparação gremista com os treinos de pré-temporada.

“A gente está vindo de grandes treinos, treinos muito intensos, treinos produtivos tecnicamente e taticamente. Então vai ser um jogo importante para mostrar inicialmente a nossa cara ao torcedor, mostrar o que a gente quer nesse ano”, ampliou.

Ainda em relação ao recente rebaixamento, traumático para o clube e torcida, o lateral mostrou acreditar que a queda não teria acontecido se o Grêmio tivesse a Arena cheia desde o começo:

“Acho que se estivéssemos ao lado da torcida durante todo o campeonato do ano passado, acho que dificilmente iriamos cair pela força que a torcida tem. Pela força que a torcida nos passa”, encerrou.

Com Diogo Barbosa como provável titular, o Grêmio faz a estreia dos titulares nesta quarta-feira, 16h30, em casa, frente ao São José, pelo Gauchão.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas