Desistiu de marcar? Postura de Moisés em gol do Táchira repercute no dia seguinte à derrota: “Não pode jogar no Inter”

Lateral-esquerdo colorado também foi criticado depois da derrota na Venezuela nesta terça

Durante toda a quarta-feira, os erros cometidos pelo Inter na derrota por 2×1 de virada para o Deportivo Táchira, na Venezuela, pela Libertadores, repercutiram entre torcedores nas redes sociais e nos programas de debates esportivos. O lateral-esquerdo Moisés, por exemplo, não foi poupado.

A principal crítica à sua postura na Venezuela foi no lance que gerou o gol de empate de Hernández. Antes de Zé Gabriel cortar para trás, o lateral aparece fazendo uma marcação lenta e distante:

Veja também:
1 De 3.038

“Um erro como o do Zé Gabriel o cara tem que sentar no banco. Mas cara que desiste de marcar, em Libertadores, não pode jogar no Inter. É pra ser chamado numa salinha. Não dá”, reclamou o jornalista colorado Luciano Potter durante o programa Bola Nas Costas, da Atlântida.

Veja os comentários:

Moisés, neste momento, se encontra praticamente absoluto na titularidade do Inter. Em 2020, chegou a alternar momentos de titularidade com Uendel e depois cresceu de produção com a chegada do técnico Abel Braga. Uendel foi para o Cuiabá, e o jovem Léo Borges é a opção de banco.

O Inter volta a campo no domingo, 16h, em casa, contra o Grêmio, pela ida da final do Gauchão. Reveja o lance envolvendo Moisés:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas