Coudet entra em rota de colisão com a diretoria e bota cargo no Inter à disposição, diz canal

Informação do canal Vozes do Gigante neste domingo coloca em dúvida a permanência do treinador

Publicidade

Uma informação dada na noite deste domingo pelo canal Vozes do Gigante, formado pelos jornalistas colorados Leandro Behs, Alexandre Ernst e Lucas Collar, serviu pra agitar e até preocupar uma boa parcela da torcida do Inter. De acordo com os comunicadores, o técnico Eduardo Coudet colocou o cargo à disposição após o empate em 2×2 com o Coritiba, neste domingo.

Segundo o canal, os ânimos novamente esquentaram internamente depois do novo tropeço pelo Brasileirão e o treinador permanece insatisfeito pela ausência de novos reforços. As declarações de “elenco curto”, dadas em várias ocasiões em suas coletivas, também vêm irritando a diretoria.

A informação é de que o ambiente entre a comissão técnica e Eduardo Coudet está, cada vez mais, “insustentável” – os jornalistas também chamaram a atenção para o semblante fechado e tom de voz diferente do comum do treinador na coletiva deste domingo. O argentino tem contrato assinado até o final de 2021, e uma ruptura tem previsão de pagamento de multa rescisória de ambos os lados.

Os resultados de campo, no entanto, seguem respaldando o treinador, que faz o Inter ser líder isolado do Brasileirão com 36 pontos, além da presença nas quartas da Copa do Brasil contra o América-MG e contra o Boca Juniors nas oitavas da Libertadores. Da Espanha, por outro lado, crescem os rumores de um interesse do Celta no trabalho de Coudet, e o treinador desconversou sobre o tema neste domingo.

Veja abaixo o vídeo com a importante informação do Vozes do Gigante e, logo abaixo, as principais aspas da coletiva de Coudet após Inter 2×2 Coritiba:

As falas de Coudet:

“Não concordo com você (repórter) que não tivemos uma boa partida. A equipe teve muita gana, muita atitude. Nos escaparam dois pontos. A expulsão fez muita diferença. Creio que fomos muito melhor que o adversário”
.
“Não vi o lance com Heitor. No início o árbitro estava falando que foi algo normal de jogo, mas como não vi, não tenho como opinar”
.
“Como digo muitas vezes, erros são inevitáveis. Era um jogo importante. Temos que tentar tomar riscos para sermos protagonistas. Um gol de bola parada é evitável, mas mérito do rival também. Não me recordo de uma defesa importante do Lomba”
.
“No primeiro tempo geramos muitas situações e no segundo faltou a finalização. Me parece que tínhamos um jogo bem controlado, sofremos gols e deixamos escapar dois pontos”
.
“Temos erros evitáveis, mas também sofremos gols porque enfrentamos equipes boas. É difícil no Brasil manter o ritmo”
.
“Não falo de nenhum caso em especial. Mas todos os jogadores tem a oportunidade de jogar pelo que fazem durante a semana. Não temos como avaliar de outra maneira (sobre Lucas Ribeiro)”
.
“Estava focado no jogo com o Coritiba e não com rumores pessoais. O Celta é um time que tenho carinho, onde joguei, mas eles têm treinador e além disso não posso falar nada”

 

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas