Coudet cita falta de sorte e solta palavrão para resumir atual situação do Inter na tabela

Técnico Eduardo Coudet não está feliz com a atual situação do Inter no Brasileirão

Para o técnico Eduardo Coudet, um dos problemas do Inter nos recentes jogos do Brasileirão também tem sido a falta de “sorte”. Neste sentido, citou o gol do América-MG no empate em 1×1 no Beira-Rio feito por um “canhoto chutando com a direita”, caso do lateral-esquerdo Marlon no segundo tempo do duelo desta quarta:

“Não jogamos como normalmente fazemos. Sinto que poderíamos ter matado o jogo. Não fizemos. Depois, o cansaço (nos atrapalhou). Teve um chute que entrou. De um canhoto chutando com a direita. A sorte não está nos acompanhando. Estar a um gol de distância pode fazer com que isso aconteça. Quando tem a possibilidade de matar, tem de matar. Tivemos chances para matar”, comentou.

Veja também:
1 De 6.099

Pela frente, o Inter tem o Cruzeiro, no domingo, fora de casa, às 16h, em uma tentativa de crescer na tabela de classificação. O colorado é apenas o 13° com 39 pontos, sem grandes chances de ir à próxima Libertadores.

“Só terminar o ano fazendo os pontos que precisa é uma m… Eu não tiro a responsabilidade, mas fizemos tudo que poderíamos para ganhar a Libertadores. Não conseguimos por pouco. O grupo é muito bom e a culpa não é dos desfalques. Mas entrosamos os 11 de uma maneira e sentimos quando perdemos algumas peças. Temos que trabalhar e se preparar para defender essa camisa pesada. Temos que ganhar”, disparou Coudet.

Mais falas de Coudet depois de Inter 1×1 América-MG:

Chances de gols PERDIDAS PELO INTER

Tivemos chances para matar o jogo e não fizemos. Tem que matar. Quando fica a só um gol de distância, pode acontecer isso do empate. Tivemos três chances de início no segundo tempo e não acertamos. Terminamos perdendo dois pontos

Relaxamento?

Não vou permitir que ninguém relaxe nem nos treinos nem nos jogos. Acho que após o gol deles… não sei se não sentimos ainda mais o desgaste físico. Geramos chances, mas não se sentia a sensação de que a bola corre mais rápido quando estamos bem. Não avançamos na troca de passes, na subida das linhas. Não gostei de hoje

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas