Notícias do Inter e notícias do Grêmio | Zona Mista

“Chegam em cima da hora, não treinam 100%”, lamenta D’Alessandro sobre atual geração de jogadores

Ex-meia concedeu nova entrevista à Rádio Gaúcha durante a tarde da última sexta-feira

Na mesma entrevista em que revelou ter tido uma conversa com o ex-presidente Fernando Carvalho para se tornar treinador, D’Alessandro, ao Sala de Redação, da Rádio Gaúcha, admitiu que a postura dos jogadores de futebol “mudou para pior” do tempo que ele começou para cá. Ele cobrou um pouco mais de profissionalismo dos atletas no que diz respeito a treinamentos e valorização dos profissionais que trabalham nos clubes. Confira, além dessa, outras declarações do argentino nesta nova entrevista:

Geração atual do futebol

“Tem uma verdade absoluta no futebol e não falada apenas por mim, mas por vocês (imprensa) e outros caras que são referência, como o Felipe Melo. Os jovens hoje não querem sofrer. Eles queimam etapas, chegam muito rápido e não querem sofrer. Falo de chegar em cima do horário ao treinamento, não viver o clube como deveria, não treinar 100% e não enxergar tudo que faz parte do vestiário, roupeiro, massagista, o cara que leva a água, o porteiro que chegou às 6h da manhã. Eles são a alma do vestiário. Nós não somos a alma do vestiário”

Gosto por gestão

“Fiz cursos e nunca é ruim fazer. Penso que isso é conhecimento. Fiz curso de gestão, de treinador, mas estou conversando com pessoas. Hoje (sexta) de manhã conversei com o Fernando Carvalho, a gente fala uma ou duas vezes por semana sobre gestão”

O dia seguinte à aposentadoria

“O que facilitou a segunda-feira para mim? Ter meus amigos do bairro aqui no Brasil. Minha mãe foi embora na segunda de manhã, mas meus amigos ficaram. Peguei eles e fomos para a praia. Se ficasse aqui, iria quebrar a cabeça. Pegamos o carro e fomos para a praia, onde não tinha ninguém. Só um pessoal pescando”

Futebol jogado em campo

“O futebol, claro, requer saber jogar bola primeiro. Não adianta apenas correr, isso eu concordo, mas no decorrer do caminho, pela evolução do jogo, o treinador enxerga outras coisas. Se tiver dois jogadores de características parecidas, um com mais qualidade e outro com menos e o com mais não quiser correr, acompanhar o volante, fazer a função, a sombra no volante, o treinador vai escolher o outro”

Estamos no Telegram e WhatsApp (Link)

    Estamos também no Telegram:
  • Clique aqui para entrar no grupo para acompanhar as notícias do Inter
    Estamos também no WhatsApp:
  • Clique aqui para entrar no grupo 24 para acompanhar as notícias do Inter.
  • Clique aqui para entrar no grupo 22 para acompanhar as notícias do Inter.
  • Clique aqui para entrar no grupo 21 para acompanhar as notícias do Inter.

Publicidade