Caetano diz que era difícil buscar técnico semelhante a Coudet e elogia Odair: “Mostrou o grande treinador que é”

Confira mais detalhes da entrevista coletiva do executivo de futebol colorado neste domingo

Publicidade

A sombra do técnico Eduardo Coudet segue perseguindo o início de trabalho de Abel Braga e não há uma coletiva de imprensa desde a saída do argentino, há três semanas, que o seu nome não apareça. Desta vez, neste domingo, o executivo de futebol Rodrigo Caetano admitiu que era tarefa difícil achar um comandante com as características de Chacho.

“Eu disse que as opções (de treinador) não eram todas voltadas ao modelo de jogo anterior. Não teríamos como fazer uma seleção rápida para trazer um treinador do mesmo modelo. No mundo real, é bem pouco provável que ocorra. Cabe uma adaptação dos jogadores e alguns têm conseguido, tanto que temos a promoção do Caio, um jogador de beirada. Do outro lado um jogador com perna invertida, o D’Ale, o Maurício. Temos jogadores fazendo mais de uma opção. Existe esse preço de adaptação e tem nos custado caro”, falou Caetano após Inter 1×2 Fluminense pelo Brasileirão.

Caetano declarou que, se dependesse da direção, as trocas de treinador não seriam feitas. E lembrou que o único treinador sob sua gestão que foi demitido foi Odair Hellmann, em 2019. No domingo, Odair comandou o Flu na vitória no Beira-Rio.

“O mundo ideal é não ter trocas (de treinador). Desde que estou aqui, a única troca que partiu do clube infelizmente foi a do Odair, que hoje veio aqui e demonstrou o grande trabalho, grande treinador que é. Todas as demais trocas foram por término de contrato ou vontade de própria. É difícil mudar nessa época do campeonato, mas não tem outro jeito. E não podemos ficar lamentando toda a vez um fato que já aconteceu”.

Sem Rodinei e Cuesta, suspensos, o Inter encara o Boca Juniors na quarta-feira, 21h30, pela ida das oitavas da Libertadores, no Beira-Rio. Confira as coletivas deste domingo:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)